A321 de companhia russa aterra em campo agrícola – 233 ocupantes salvos – com vídeos

Um avião Airbus A321 da companhia russa Ural Airlines fez na manhã desta quinta-feira, dia 15 de agosto, uma aterragem forçada num campo cultivado de milho, nos arredores do Aeroporto de Moscovo/Zhukovsky, de onde tinha descolado cerca de cinco minutos antes.

A aeronave fazia um voo regular (U6178) com destino a Simferopol, na Crimeia, levando a bordo 233 pessoas (226 passageiros e sete tripulantes).

O comandante do aparelho viu-se confrontado com avarias nos dois motores do avião, ambos a sinalizar a ocorrência de fogo, numa altura crítica em que estava a ganhar altitude, devido a ter colidido com um bando de aves de grande porte, muitas das quais foram sugadas pelas turbinas da aeronave.

A tripulação conseguiu estabilizar o avião e baixar imediatamente conduzindo-o para um campo de milho, onde pousou sem causar vítimas fatais. Fontes aeronáuticas disseram aos jornalistas que a aeronave está bastante danificada, sendo praticamente impossível a sua recuperação. Embora não seja oficial a versão, diversas fontes indicaram que os motores funcionavam com intervalos de potência, após o impacto com as aves, ameaçando paragem. No momento em que o avião estava direcionado ao campo de milho os pilotos desligaram os motores para evitar um provável incêndio e aterraram com os trens de pouso recolhidos.

Os passageiros seguiram as indicações da tripulação, que mostrou grande profissionalismo e sangue-frio neste momento, tendo sido abertas com sucesso as mangas insufláveis de escape, o que permitiu a saída em segurança de todos os ocupantes. Felizmente que não se verificou fogo, uma questão que teria grande probabilidade de acontecer já que o avião tinha os depósitos de combustível praticamente atestados e qualquer faísca poderia ser fatal.

Cerca de dezena e meia de passageiros sofreram leves escoriações, quando abandonaram o avião, provocadas pelo facto das mangas terem rebentado e perdido ar em contacto com as plantas de milho.

A aeronave, que ostenta a matrícula VB-BOZ (um registo de conveniência das Bermudas) ficou imobilizada a cerca de cinco quilómetros do aeroporto de partida, na localidade de Rybaki.

 

  • Nas redes sociais estão disponíveis diversos vídeos que mostram o avião pousado no campo de milho, denotando sobretudo o trabalho da tripulação que conseguiu aterrar, com a suavidade ou a cautela possível a aeronave minimizando os riscos pessoais:

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica