Air Macau é a companhia asiática mais prejudicada pelo surto do coronavírus

Foram canceladas 86 chegadas de voos no Aeroporto Internacional de Macau, dos quais 35 da Air Macau, nesta segunda-feira, dia 10 de fevereiro. Foram também canceladas 91 partidas, das quais 40 da Air Macau na sua maioria para cidades da China continental, Taiwan/Formosa, Vietname, Tailândia e Japão.

A Air Macau é apontada pela agência de notícias económicas ‘Bloomberg’ como a companhia de aviação comercial asiática mais afectada pela epidemia de coronavírus, pela sua maior percentagem de voos para e da China Continental (ver gráfico abaixo ©Bloomberg). Uma notícia divulgada nesta segunda-feira pela agência coloca nos lugares seguintes a Cathay Dragon (Hong Kong), a Thai Lion Air (Tailândia), a Air Asia X (Malásia) e a Thai Air Asia (Tailândia). A companhia da Região Administrativa Especial de Macau, território no sul da China está a perder cerca de 60 por cento do seu tráfego normal neste início do ano, desde que há cerca de um mês foram declaradas restrições na circulação de pessoas na China Continental, por perigo de contágio. A dependência da Air Macau da China Continental é muito grande, assim como a dependência do Aeroporto, duplamente prejudicado, já que se encontram encerrados os casinos, que motivam e alimentam uma grande percentagem do tráfego aéreo que se regista no território.

Entretanto, pelo sexto dia consecutivo não foi detectado nenhum caso do novo coronavírus em Macau, segundo fontes sanitárias.

Os serviços públicos entraram nesta segunda-feira, dia 10, na segunda semana de encerramento e apenas funcionam para casos de urgência o que também acontece com os correios da cidade.

Os 41 casinos continuam encerrados até ao final da semana, bem como cinemas, centros culturais, escolas, universidades, campos desportivos, jardins, bibliotecas, bares, saunas e ginásios entre outros locais públicos.

Vários hotéis fecharam por razões comerciais e continuam cortadas as ligações marítimas e de helicóptero entre Macau e Hong Kong desde a semana passada, mantendo-se apenas a ligação através da ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau. O movimento na ponte é mínimo e no domingo apenas se registou a passagem de 2.400 pessoas.

Este número contrasta com o movimento nas fronteiras entre Macau Zhuhai que no domingo registaram a passagem de 46 mil pessoas, na sua maioria trabalhadores não-residentes de Macau que vivem no município vizinho de Zhuhai.

O movimento fronteiriço caiu cerca de 80% desde que Macau tomou medidas de controlo nas entradas e fez apelos para que os residentes se mantivessem em casa.

No território de Macau registaram-se apenas 10 casos de infectados, hospitalizados, mas todos a recuperar bem e com perspectiva de rápida recuperação.

 

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica