Bem-vindo, !|Sair

Ampliação do Aeroporto Internacional Nelson Mandela (Praia) arranca no próximo ano

O Plano Director do Aeroporto Internacional Nelson Mandela, na Cidade da Praia, ilha de Santiago, República de Cabo Verde, prevê uma profunda remodelação em três fases e uma extensão da infra-estrutura, tendo por base as necessidades futuras do seu desenvolvimento.

Segundo o técnico da ASA Nuno Santos, a proposta tem como ponto forte o projecto de remodelação profunda e ampliação do aeroporto da Praia, que vai ser financiado pelo Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) em mais de 32 milhões de euros, devendo arrancar em 2015.

Na apresentação pública do plano director do Aeroporto Internacional Nelson Mandela, na semana passada, em sessão que foi presidida pela ministra das Infra-estruturas e Economia Marítima, Sara Lopes, Nuno Santos informou que o período de vigência vai até 2030, devendo desenvolver-se nos horizontes 2020, 2025 e 2030, com revisão anual e uma reformulação profunda de cinco em cinco anos.

A proposta, explicou, tem em conta três componentes essenciais: movimento de aeronaves, que compreende pistas para aterragem e descolagem de aeronaves e a sua ligação com as plataformas e as de parqueamento dos aviões; actividade aeroportuário que integra edifícios, instalações e infra-estruturas necessárias para as operações, e áreas de reserva de expansão aeroportuária.

Na primeira fase de implementação do plano director, estão programadas a ampliação da faixa da pista para 2.200 metros de comprimento por 300 metros de largura, a beneficiação do edifício terminal com novo posto de controlo de passaportes em chegadas internacionais e a aquisição de terrenos para a ampliação prevista.

A segunda fase preconiza a ampliação do edifício terminal com novo posto de controlo de segurança em partidas domésticas e ampliação da sala de embarque internacional. A ampliação da pista será em 500 metros pela cabeceira 03, passando este aeroporto a dispor de uma pista de 2.600 metros para descolagem e 2.400 metros para aterragem.

A plataforma actual será ampliada para o norte e, no outro lado da pista, serão feitas uma zona de manutenção, reparação aeronáutica e carga com hangares, bem como uma pequena plataforma e melhorias no acesso à pista.

Para o norte, desenham-se obras de ampliação do edifício terminal, alargamento do estacionamento nos sentidos norte e sul, construção de um novo edifício para escritórios e ampliação do estacionamento de viaturas.

O plano director anuncia também uma pista paralela ou secundária para a aviação ligeira, novo edifício terminal para usuários da aviação geral, terminal VIP para aviação privada ou executiva, a par de uma zona para operação e estacionamento de helicópteros e a reserva de uma área urbanizável para indústrias e negócios ligadas ao aeroporto.

 

  • Fonte: Agência noticiosa Inforpress, Cabo Verde

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica