Bem-vindo, !|Sair

Avaria no sistema de controlo de tráfego aéreo de Madrid está solucionada

A ENAIRE, empresa pública que gere o espaço aéreo em Espanha, que sucedeu à antiga AENA, informou ao princípio da tarde de hoje, sábado dia 30 de Agosto, que já está reparada a avaria que manteve inoperacional durante mais de duas horas o sistema de informação de planos de voo do Aeroporto Internacional Adolfo Suárez-Madrid Barajas.

O impedimento, devido a avaria, foi detectado pelas 10h30 locais, no subsistema SACTA – Sistema de Controlo de Tráfego Aéreo, centralizado em Madrid.

Durante o período em que subsistiu a avaria não foram movimentados aviões no principal aeroporto da capital espanhola, estimando-se que tenham sido afectados 280 dos 2.600 voos previstos para o dia de hoje. Muitos foram atrasados, porque estiveram em espera noutros aeroportos de países vizinhos, ou, simplesmente foram cancelados.

Após a reabertura do aeroporto, o movimento de aviões está a processar-se de forma normal, se bem que se verifiquem atrasos em diversos voos de entre meia hora a duas horas, que os serviços aeroportuários esperam recuperar até ao final do dia. Uma nota distribuída pelas 14h00 locais pela ENAIRE destaca que em nenhum momento esteve em causa a segurança no espaço aéreo de Madrid ou do território espanhol, muito afectado pela avaria, excepto na zona Este do País, onde se manteve activo o controlo, sem restrições do Aeroporto El Pratt, de Barcelona, e na zona Sul, onde Sevilha esteve sempre em actividade.

Naturalmente que as avarias não escolhem dia, mas esta ocorreu num dia em que estava prevista umas das maiores movimentações do ano em Madrid, devido a ser de regresso de férias. Contudo, um gabinete de crise montado imediatamente com técnicos dos aeroportos, das companhias aéreas e da própria ENAIRE, conseguiram o controlo de toda a situação e encontraram soluções para uma rápidad retoma do movimento, quer no espaço aéreo controlado por Madrid, quer no principal aeroporto espanhol.

 

Primeiro-ministro português à espera no Aeroporto de Lisboa

O primeiro-ministro português Pedro Passos Coelho foi um dos afectados pela avaria no sistema de controlo de tráfego aéreo de Madrid. Passos Coelho deveria viajar nesse espaço de tempo para Bruxelas num voo da Ryanair, que pelas razões atrás referidas foi impedido de sobrevoar espaço aéreo espanhol.

Segundo noticia o jornal português ‘Correio da Manhã’, na sua página Web, o governante português optpu por viajar na companhia aérea de baixo custo, já que o horário era o mais compatível com a sua agenda. No entanto, o voo FR 2926, que devia ter descolado às 10h00, só deixou o aeroporto de Lisboa às 13h23. Isso provocou um atraso de cerca de uma hora na entrada do governante na Cimeira Europeia, em Bruxelas, que está a decorrer neste fim-de-semana.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica