Avianca Holdings autorizada a contratar financiamento de emergência

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A Avianca Holdings recebeu aprovação de um tribunal federal dos Estados Unidos da América para aceder a financiamentos que totalizam mais de 2 mil milhões (bilhões no Brasil) de dólares, que permitirão à holding que detém a companhia aérea Avianca Colombia sobreviver enquanto decorre o processo de falência em curso num tribunal do Distrito Sul de Nova Iorque.

O financiamento autorizado nesta segunda-feira, dia 5 de outubro, denominado ‘Debtor-in-possession’ (DIP), permitirá à Avianca financiar as operações, enquanto trabalha no processo de reconstrução da companhia aérea, que é acompanhado pelas entidades judiciais. Trata-se também do último passo da tentativa de reestruturação da Avianca após solicitar proteção contra falência em Nova Iorque, no passado dia 10 de maio, ao abrigo do denominado Capítulo 11, que suspende pagamentos enquanto o processo está em análise pelo Tribunal.

“A aprovação do pacote de financiamento DIP é um marco significativo e um importante passo à frente para a Avianca”, disse Adrian Neuhauser, administrador financeiro (CFO) da Avianca, em comunicado. “Continuamos a trabalhar no nosso plano operacional para que possamos sair deste processo como uma companhia aérea mais forte e eficiente”, acrescentou.

A aprovação do pacote de financiamento de emergência ocorre depois que a companhia aérea com sede em Bogotá ter reiniciado os seus voos internacionais em 28 de setembro, operando inicialmente em 14 cidades no Brasil, Chile, República Dominicana, Equador, El Salvador, Guatemala, México e Estados Unidos. A Avianca opera atualmente para 21 destinos domésticos na Colômbia, com planos de adicionar mais destinos nos próximos meses.

 

A Colômbia abriu as suas fronteiras para viagens aéreas internacionais em 21 de setembro, depois da suspensão de voos em março deste ano, devido à pandemia de covid-19. Os voos domésticos foram reiniciados a 1 de setembro, após uma paralisação de quase cinco meses.

A frota inicial da Avianca, para esta nova fase pós-pandemia, consistirá de 34 aeronaves, apresentando uma mistura de modelos da família Airbus A320 para as rotas domésticas e Boeing 787 Dreamliner para os voos internacionais.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Mais passageiros transportados interilhas em Cabo Verde em março e abril deste ano

Os dois aviões fretados pela TACV, companhia aérea estatal...

Presidente da TAP defende que o Estado Português não deve privatizar totalmente a empresa

O presidente da TAP, Luís Rodrigues, defendeu que o...