Bem-vindo, !|Sair

Avião acidentado no Piauí tinha apenas o piloto a bordo

O avião ligeiro monomotor Cessna 210 que caiu na semana passada na comunidade de Lajeiro Branco, zona rural de Assunção do Piauí, no Norte do Estado do Piauí, Brasil, levava a bordo apenas o piloto, e não duas pessoas como inicialmente foi noticiado. (Ler notícia anterior).

O esclarecimento foi prestado na segunda-feira passada, dia 13 de Abril, pelo delegado titular da Delegacia Especializada de Prevenção e Repressão a Entorpecentes (DEPRE), Menandro Pedro, que afirmou em entrevista ao G1, canal de notícias da TV Globo, que no avião monomotor usado para transportar drogas estava apenas o piloto e não duas pessoas como foi divulgado anteriormente pela Secretaria de Segurança do estado. A aeronave caiu na madrugada do sábado, dia 1 de Abril, entre Assunção do Piauí e São Miguel do Tapuio, Norte do estado.

“Após uma perícia ficou constatado que no avião estava apenas o piloto. No início, pela posição em que foram encontradas as partes do corpo, achamos que eram duas, mas depois das análises tivemos a certeza que só estava uma pessoa”, contou.

O avião preparava-se para aterrar numa pista clandestina e entre os destroços foi encontrado um pacote com 30 quilogramas de cocaína. Menandro Pedro afirmou que a pista clandestina foi comprada há um mês por um homem de São Paulo e seria usada apenas para o tráfico. “Já conseguimos identificar a pessoa que comprou o terreno e construiu a pista. Estamos pedindo a prisão desse homem por existir a suspeita de fazer parte do bando”, comentou.

Os peritos policiais anunciaram que o avião tinha partido de São Paulo com destino ao Ceará e que a bordo seguiriam 200 quilogramas de cocaína. No entanto, apenas 30 kg da droga foram encontrados. “A droga foi colocada na aeronave no estado paulista com destino a Fortaleza, no Ceará. Podemos afirmar que o Piauí virou rota do tráfico”, relatou o titular do DREPE nas declarações ao canal G1.

Na delegacia que está a tratar do processo compareceu anteontem uma mulher jovem que se identificou como sendo filha do piloto da aeronave, cujo corpo ficou totalmente carbonizado, e que só poderá ser identificado pela arcada dentária ou recorrendo a exames de DNA.

A Polícia Civil admite que o piloto tenha ficado desorientado, já que era a primeira vez que utilizaria a pista clandestina, com as indicações recebidas de terra, onde estavam posicionados meios muito importantes e sete homens que foram todos detidos pela polícia, assim como as viaturas e o material de telecomunicações e informático que estava em sua posse.

 

  • Foto divulgada pela Polícia Civil do Estado do Piauí

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica