Avião de instrução que aterrou em Avis teve falha de motor

A causa provável que levou um aluno piloto a proceder a uma aterragem de emergência em Avis, no distrito de Portalegre, nesta quarta-feira, dia 29 de maio, terá sido motivada por uma falha de motor, disse uma fonte do Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários (GPIAAF).

O avião ligeiro, que integra a frota da academia de formação de pilotos L3 Commercial Training Solutions (L3 CTS), com sede no Aeródromo Municipal de Ponte de Sor, fez uma aterragem de emergência controlada num terreno junto a uma estrada municipal na zona de Benavila, concelho de Avis, que integra o distrito de Portalegre, na sub-região do Alto Alentejo, no centro interior de Portugal.

O piloto, um jovem de nacionalidade francesa, com 26 anos de idade, que estuda em Portugal, saiu ileso do incidente. Segundo o GPIAAF o avião efetuou a aterragem de emergência “cumprindo com os procedimentos”. As avarias sofridas pelo avião são de pouca monta, segundo apurou o ‘Newsavia’.

Uma fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Portalegre disse à agência portuguesa de notícias ‘Lusa’ que o alerta para o acidente aéreo foi dado às 10h21 desta quarta-feira.

 

  • Esta notícia substitui outra publicada durante a tarde desta quarta-feira – atualizada às 06h40 UTC de quinta-feira, dia 30 de maio de 2019
  • Recorte de mapa com a indicação do local do incidente © Google Maps

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica