China precisa de 6.330 aviões comerciais até 2034, antevê a Boeing

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

Líder de vendas na China, a construtora aeronáutica norte-americana Boeing antevê uma procura de 6.330 aviões por parte do gigante asiático nos próximos 20 anos, com um potencial de cerca de 870 mil milhões de euros (950 mil milhões de dólares). A maior fábrica de aviões do mundo divulga anualmente o relatório ‘China Current Market Outlook’ que este ano aconteceu em Pequim.

“Apesar da actual volatilidade do mercado financeiro chinês, antevemos a longo prazo um forte crescimento no sector da aviação”, afirmou o vice-presidente do marketing da Boeing Comercial Airplanes, Randy Tinseth. E acrescentou: “Nos próximos 20 anos, a frota comercial chinesa triplicará, ou seja, passará de 2.570 aviões em 2014 para 7.210 em 2034 com mais de 70% de aparelhos.”

Com a China a transformar-se no maior mercado de voo doméstico a Boeing prevê ainda uma procura até 2034 de 4.630 de aviões de corredor único. Este sector, que já é responsável por 8% será impulsionado pelo crescimento de novas companhias aéreas e transportadoras de baixo custo, bem como pelo crescimento das já existentes e atingirá os 25 a 30% da procura. Os responsáveis da Boeing sublinham a eficiência dos Next-Generation 737-800, bem como do futuro 737 MAX 200.

Já no segmento dos widebody, os chineses vão precisar de 1.510 novos aviões, tais como o 777-300ER, o 777X ou o 787 Dreamliner.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

KC-390 da FAP ganha prémio mais importante em festival internacional no Reino Unido

Um avião KC-390 Força Aérea Portuguesa (FAP) foi distinguido...

Pilotos da TACV marcam greve de uma semana partir de 24 de julho

Os pilotos da TACV – Transportes Aéreos de Cabo...

Governo reuniu-se com a ANA para preparar o projeto do Novo Aeroporto de Lisboa/Luís de Camões

O ministro das Infraestruturas e Habitação e o secretário...