Bem-vindo, !|Sair

Companhia iraniana iniciou voos regulares entre Teerão e Caracas

A Mahan Air, que é considerada a segunda companhia aérea mais importante da República Islâmica do Irão, a seguir à estatal Iran Air, iniciou na manhã desta segunda-feira, dia 8 de abril, um voo regular entre o Aeroporto Internacional de Teerão e o Aeroporto Internacional Simón Bolívar, em Maiquetia, que serve a cidade de Caracas, capital da Venezuela.

O início dos voos regulares entre os dois países é uma prova dos estreitamento de relações amigáveis entre ambos, o que se verifica desde o tempo em que falecido Hugo Chávez Frias era Presidente da República, criadas no âmbito da OPEP e “em prol da Revolução dos Povos”. Ambos os países estão com relações diplomáticas cortadas com a Administração dos Estados Unidos da América.

É curioso que o voo inaugural da nova carreira da companhia iraniana seja realizado no mesmo dia em que o Presidente Donald Trump anunciou que irá colocar a organização militar de elite Guardas da Revolução Iraniana na lista das organizações terroristas, ao lado, por exemplo, do ISIS, o vulgarmente denominado ‘Exército Islâmico’, responsável por diversos ataques terroristas no Médio Oriente e na Europa.

A Mahan Air é uma companhia aérea privada, nascida em 1991, no Irão. Começou a voar no ano seguinte e hoje tem a maior frota de aviões comerciais do país. No princípio deste ano foi proibida de voar para a França e para a Alemanha, depois de ter sido acusada por países ocidentais de estar ao serviço dos Guardas da Revolução Iraniana, transportando soldados iranianos e armas para frentes de batalha na Líbia e na Síria e também carregamentos de armas para o Hezbollah, uma organização política e paramilitar fundamentalista islâmica xiita sediada no Líbano.

Os EUA colocaram a companhia na lista das companhias proibidas de aterrar em aeroportos norte-americanos em 2011.

O avião que fez o voo direto entre Teerão e Caracas foi o Airbus A340-600, matrícula EP-MMR, que aterrou em Maiquetia pelas 09h37 locais desta segunda-feira, dia 8 de abril, depois de uma viagem de 15h12 minutos, que teve início na capital iraniana às primeiras horas da madrugada (hora local).

Fontes do governo iraniano, em Teerão, disseram aos jornalistas das agências noticiosas internacionais que a bordo do avião tinha seguido uma delegação governamental que vai a Caracas discutir diversos assuntos ligados à cooperação entre os dois países e nomeadamente, da companhia aérea, que irá finalizar o acordo com as autoridades aeronáuticas venezuelanas, para prosseguir o voo entre ambos os países, cujas frequências semanais, para já, se desconhecem. A comitiva islâmica é liderada pelo diretor do Departamento de Relações Exteriores para América, Mohsen Baharvand.

Não é a primeira vez que se realizam voos regulares entre os dois países. Começaram com a companhia venezuelana Conviasa, que fazia a rota Caracas-Damasco (Síria)-Teerão com um Airbus A340-200, que se encontra desde há alguns anos parado. A rota foi interrompida em 2016. Já aquando da assinatura do primeiro acordo aéreo entre os dois países, no tempo de Hugo Chávez, tinha sido designada a Mahan Air para fazer os voos com início em Teerão. A Conviasa fazia à partida de Venezuela, em code share com a Iran Air, companhia que pertence ao Estado do Irão. Contudo, a Mahan Air nunca chegou a iniciar a operação.

1 Comments

  1. Avatar

    Os voos THR-CCS começaram com os Boeing 747SP da IranAir, antes da Conviasa. Passavam por cima de Lisboa…

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica