Companhias do Grupo Lufthansa já reembolsaram 7,3 milhões de passageiros

As companhias do Grupo Lufthansa já reembolsaram mais de 3,2 mil milhões de euros a um total de mais de 7,3 milhões de clientes, anunciou nesta sexta-feira, dia 9 de outubro, o grupo aéreo europeu esta semana.

O número de reembolsos de bilhetes em aberto caiu para cerca de 650.000 transações que atingem um valor próximo dos 300 milhões de euros, porque alguns voos tiveram que ser cancelados novamente para o próximo horário de inverno. As constantes alterações de restrições e avisos de viagem levaram as companhias a alterar os horários dos voos repetidas vezes. Isso leva a cancelamentos de voos inevitáveis, destaca um comunicado distribuído pelo Grupo Lufthansa, que admite que “o número de pedidos de reembolso em aberto continuará a se desenvolver dinamicamente, e diminuirão ainda mais nas próximas semanas, não chegando, contudo, a zero”.

O grupo europeu de companhias aéreas, de matriz germânica, diz estar a trabalhar de forma contínua e intensa para acelerar ainda mais o processamento dos reembolsos. Foram tomadas medidas tendo em vista atingir objectivos, nomeadamente a triplicação de pessoal nos centros de atendimento e, nalguns casos, no departamento de vendas online essa produção até quadruplicou. Atualmente, são processados cerca de 1.700 pedidos por hora.

Os clientes também podem ajustar seus planos de viagem com flexibilidade. Todas as tarifas da Lufthansa, SWISS, Austrian Airlines e Brussels Airlines podem ser remarcadas para datas posteriores ou de acordo com as indicações dos passageiros, sem incorrer em taxas de alteração, uma exceção que aplica para novas reservas nos voos das companhias do grupo em todo o mundo e em rotas de curta, média e longa distância.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica