Congo Airways encomenda dois jatos Embraer E195-E2

Apenas seis meses após a encomenda das primeiras duas aeronaves E190-E2, a Congo Airways assinou um novo pedido para mais dois jatos E195-E2. O contrato das quatro aeronaves tem um valor total de 272 milhões de dólares norte-americanos, de acordo com o preço de lista atual, anunciou nesta quarta-feira, dia 13 de janeiro, a fábrica brasileira de aviões.

Desire Bantu, presidente executivo da Congo Airways, considera que a aquisição dos novos jatos permitirão estender as operações de passageiros e carga da companhia da República Democrática do Congo para a destinos de maior procura como a Cidade do Cabo e Joanesburgo, na República da África do Sul, e Abidjan (Costa do Marfim).

“Enquanto nos preparamos para o sucesso futuro, teremos a flexibilidade e as aeronaves mais eficientes, no tamanho adequado, para servir nossos clientes à medida que o mercado retorna”, destaca Desire Bantu, num comunicado distribuído pela Embraer a propósito de mais este negócio com a companhia congolesa.

“O continente africano tem sido, desde há muito tempo, considerado um mercado de frequências geralmente baixas e rotas longas. À medida que as companhias aéreas retomam as operações, a família de jatos E2 está perfeitamente posicionada, com o tamanho ideal, para atuar em rotas anteriormente operadas por aeronaves de corredor único, mantendo, ao mesmo tempo, a frequência e ajustando a capacidade aos novos níveis de ocupação”, disse Cesar Pereira, vice-presidente da Embraer Aviação Comercial para Europa, Oriente Médio e África. “A Congo Airways beneficiará da flexibilidade proporcionada pelo cockpit da família dos jatos E2, possibilitando que as suas tripulações de voo possam fazer uma transição perfeita entre os dois modelos”.

O E195-E2 será configurado com uma cabina de duas classes e 120 assentos, sendo 12 na executiva e 108 na económica: capacidade adicional de 25% quando comparada à configuração de 96 assentos escolhida pela Congo Airways para seus E190-E2s. As entregas dos E2 deverão começar em 2022, no entanto, Embraer e Congo Airways poderão considerar potenciais antecipações do início das entregas.

Existem atualmente 206 aeronaves Embraer operando na África, com 56 companhias aéreas em 29 países.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica