Governo Português quer converter em capital parte do empréstimo à TAP

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O Estado português poderá vir a ficar com mais de 90% do capital da TAP no âmbito da reestruturação da companhia aérea, já que o Governo pretende que pelo menos parte do empréstimo de 1,2 mil milhões de euros seja convertido em capital.

“Estamos a propor que grande parte desse empréstimo (1.200 milhões de euros) seja convertido de empréstimo em capital, para que os indicadores financeiros da empresa melhorem”, afirmou João Leão em entrevista à agência internacional de notícias ‘Reuters’ publicada na semana passada.

Este cenário, que já tinha sido admitido pelo ministro Pedro Nuno Santos em entrevista ao jornal ‘Negócios’, levará o Estado português a elevar a sua participação na companhia aérea de 72,5% para cerca de 90%, o que reduzirá a participação do acionista privado.

No que diz respeito à participação dos credores privados no esforço do plano de reestruturação, João Leão afirmou que o governo não está a pensar em cortar os pagamentos aos detentores privados de obrigações da TAP para garantir a viabilidade financeira desta, mas também não descarta esse cenário, que estará dependente das negociações com a Comissão Europeia.

“Até agora, não está previsto” um haircut aos detentores de 750 milhões de euros em obrigações, “mas é uma discussão que temos de ter com a Comissão Europeia para garantir que todos os ‘stakeholders’ estão envolvidos”.

“A principal preocupação do plano é tornar a empresa sustentável”, disse João Leão na entrevista à ‘Reuters’. As negociações formais com a Comissão Europeia começaram este mês e o Governo espera que “no primeiro trimestre o plano seja aprovado.”

O ministro das Finanças destacou a importância de a TAP voltar a financiar-se nos mercados. “É importante que a empresa viva por si própria… para que o mais rápido possível, se possível a partir do próximo ano ou mais tarde, a empresa deixe de ter de ser financiada pelo Estado”, afirmou.

E admitiu uma parceria estratégica com outra companhia aérea, pois “pode ser interessante ter outro player para também ajudar a TAP a garantir que a empresa se torne competitiva e lucrativa.”

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Luís Rodrigues completa primeiro ano à frente da TAP marcado por lucro recorde

O presidente da TAP, Luís Rodrigues, completa neste domingo,...

Presidente da SATA demitiu-se por falta de “condições” para continuar o “projeto proposto”

A Comissão de Trabalhadores da companhia aérea portuguesa Azores...

FAP terminou missão de patrulhamento no Golfo da Guiné em cooperação com países lusófonos

Os militares Força Aérea Portuguesa (FAP) da Esquadra 601...

Qatar Airways reforça Luanda que terá quatro voos semanais e alarga rede para Kinshasa

A Qatar Airways prossegue a expansão da sua rede...