EasyJet torna-se na segunda companhia com mais movimentos em Lisboa

A EasyJet distribuiu nesta quinta-feira, dia 16 de junho, um comunicado de imprensa, no qual exprime a sua congratulação pela decisão da Comissão Europeia de atribuir à companhia 18 slots no aeroporto de Lisboa, até agora entregues à TAP Air Portugal (LINK notícia relacionada).

“Como resultado desta decisão, a EasyJet diz que “irá tornar-se a companhia aérea número dois no aeroporto de Lisboa”, destaca a companhia britânica de baixo custo, que também tem empresas subsidiárias noutros países europeus, nomeadamente na Áustria e na Suíça, onde trabalha com certificados de operador aéreo (COA) diversificados.

A decisão da Comissão Europeia, revelada nesta quinta-feira em Bruxelas, permitirá à EasyJet “oferecer uma escolha mais vasta de destinos e tarifas acessíveis para as pessoas que viajam de e para a capital portuguesa”, diz a empresa no comunicado. Além disso, confirma igualmente o papel fundamental da companhia aérea no mercado português que criará mais oportunidades de emprego local. A capacidade adicional permitida pelas slots será implementada a partir do final do próximo mês de outubro, com o início da temporada de inverno IATA (30 de outubro de 2022).

A EasyJet começou a operar para Portugal em 1998 e abriu a sua base em Lisboa em 2012, onde emprega mais de 500 pessoas ao abrigo de contratos locais. A companhia aérea voa atualmente para e de cinco aeroportos em Portugal: Lisboa, Porto, Faro, Madeira e Porto Santo.

Nos últimos 24 anos, a EasyJet transportou cerca de 70 milhões de passageiros de e para Portugal, abriu três bases e tem 16 aviões baseadas no País, aos quais acrescem mais 16 a operarem a partir de outras bases. Até agora, em comparação com os níveis pré-pandémicos (até 2019), a EasyJet cresceu +13,1% em Portugal: +14% em Lisboa, +50% no Porto, e +63% na Madeira e a companhia aérea abriu a sua última base portuguesa em Faro em 2021.

“Estamos realmente satisfeitos com a decisão da Comissão Europeia de atribuir 18 slots no aeroporto de Lisboa à EasyJet, o que nos permite continuar a crescer significativamente num dos nossos mercados mais importantes. Nos últimos dois anos, Portugal provou desempenhar um papel crucial no apoio à nossa estratégia; além de ser um dos destinos preferidos dos nossos clientes em toda a nossa rede. Estamos também entusiasmados por nos tornarmos a companhia aérea número dois de Lisboa, o que é uma prova da lealdade dos nossos clientes portugueses ao longo dos anos”, considera José Lopes, diretor-geral da EasyJet em Portugal.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica