Embraer reverte prejuízo e alcança lucro de 145 milhões de euros em 2023

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A fábrica brasileira de aeronaves Embraer obteve um lucro atribuível aos acionistas de 783,6 milhões de reais (145 milhões de euros) em 2023, revertendo as perdas de 2022 (953,6 milhões de reais ou 175,3 milhões de euros), anunciou a empresa em São José dos Campos, no interior do Estado de São Paulo.

O resultado antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBITDA, na sigla em inglês) da Embraer totalizou 2,6 mil milhões de reais (478 milhões de euros) no acumulado de 2023, indicou a empresa num comunicado ao mercado.

Os resultados positivos foram mais expressivos no quarto trimestre do ano, em que a empresa obteve lucro atribuído aos seus acionistas de 943,6 milhões de reais (173,5 milhões de euros) face aos 120 milhões de reais (22 milhões de euros) alcançados no mesmo período de 2022, o que permitiu reverter os prejuízos registados no ano passado.

Num comunicado ao mercado, divulgado nesta segunda-feira, dia 18 de março, a empresa brasileira frisou que entregou um total de 181 jatos em 2023, dos quais 64 foram aeronaves comerciais, 115 jatos executivos (74 leves e 41 médios) e dois C-390 militares.

As entregas de aeronaves da Embraer aumentaram 13% face aos 160 entregues em 2022. A companhia frisou que “continua enfrentando desafios na cadeia de suprimentos, que impactaram negativamente os resultados de 2023”.

No quarto trimestre do ano passado foram entregues 75 jatos, sendo 25 aeronaves comerciais, 49 jatos executivos (30 leves e 19 médios) e 1 C-390 militar.

A carteira de pedidos firmes (backlog) da Embraer era no final do quarto trimestre do ano passado em 18,7 mil milhões de dólares, o maior volume registado nos últimos seis anos.

As receitas da Embraer no ano passado totalizaram 26,1 mil milhões de reais (4,8 mil milhões de euros), em linha com as estimativas da empresa e 11% acima do que conseguiu em 2022.

Todas as unidades de negócios da construtora aeroespacial tiveram um crescimento nas receitas e volumes em relação ao ano anterior, mas os segmentos de defesa e segurança e aviação comercial foram os destaques, com crescimento, respetivamente, de 21% e 15%, refere o comunicado.

A fabricante de aeronaves brasileiras encerrou o ano passado com uma dívida de 2,7 mil milhões de reais (496 milhões de euros).

A empresa também divulgou estimativas para 2024, projetando entre 72 e 80 e entregas de aeronaves da aviação comercial e entre 125 e 135 de aviação executiva.

A receita total estimada pela empresa é de entre seis mil milhões de dólares (5,5 mil milhões de euros) e 6,4 mil milhões de dólares (5,8 mil milhões de euros).

A Embraer é fabricante e líder mundial de aeronaves comerciais com até 150 lugares e tem mais de 100 clientes em todo o mundo.

A empresa brasileira mantém unidades industriais, escritórios, centros de serviço e de distribuição de peças, entre outras atividades, nas Américas, África, Ásia e Europa.

Em Portugal, a Embraer mantém-se acionista da OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal, com 65% do capital, em Alverca.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Luís Rodrigues completa primeiro ano à frente da TAP marcado por lucro recorde

O presidente da TAP, Luís Rodrigues, completa neste domingo,...

Presidente da SATA demitiu-se por falta de “condições” para continuar o “projeto proposto”

A Comissão de Trabalhadores da companhia aérea portuguesa Azores...

FAP terminou missão de patrulhamento no Golfo da Guiné em cooperação com países lusófonos

Os militares Força Aérea Portuguesa (FAP) da Esquadra 601...

Qatar Airways reforça Luanda que terá quatro voos semanais e alarga rede para Kinshasa

A Qatar Airways prossegue a expansão da sua rede...