Emirates reforça acordo com a Interjet e entra em força no México

A Emirates inicia na segunda-feira, dia 9 de dezembro, um novo serviço diário do Dubai (DXB) com destino ao Aeroporto Internacional da Cidade do México (MEX), com escala na cidade espanhola de Barcelona (BCN). Este voo, programado desde há alguns meses encontrou bastante resistência entre os profissionais de aviação mexicanos, nomeadamente junto da companhia dominante no País, a Aeroméxico.

Na semana passada a Emirates ganhou em tribunal uma ação que foi interposta pela Aeroméxico e pelo Senado da República do México, que solicitavam a suspensão do acordo aéreo entre o México e os Emirados Árabes Unidos, com a pretensão de obstaculizar o início das operações da companhia árabe.

O juiz de um tribunal administrativo da Cidade do México considerou infundado o pedido da companhia mexicana e agora o voo pode realizar-se sem quaisquer impedimentos. O que estará a pesar mais no desagrado da Aeroméxico, e de alguns sectores que se manifestaram contra o novo serviço da Emirates, é a possibilidade que a companhia do Dubai tem de embarcar e desembarcar passageiros, bem como carga e correio, entre Barcelona e a Cidade do México, direito que lhe é conferido pela utilização da denominada quinta liberdade, que lhe foi outorgada pelo México, numa negociação, assinada em 10 de outubro de 2018. Um direito que foi revogado e que concede à Emirates por mais dois anos essa pretensão. A rota Barcelona-Cidade do México é bastante competitiva, com dois grande players a disputando a supremacia: Iberia e Aeroméxico. A companhia de bandeira mexicana alega que a Emirates se apresenta como uma concorrente desleal devido a, supostamente receber subsídios governamentais, uma questão que a companhia com sede no Dubai sempre tem negado. Nesta aspecto também o sindicado espanhol dos Pilotos de Linha Aérea (SEPLA) exortou o Presidente da República do México para proibir a entrada da Emirates no País, alegando concorrência desleal.

Para melhor entrar no México a Emirates negociou um acordo de interline reforçado com a companhia mexicana Interjet uma das empresas aéreas que mais tem crescido na América do Norte, o que permite a abertura de novas rotas e destinos para passageiros que viajam entre o México, o Golfo e o Médio Oriente.

“Com um único bilhete, os passageiros da Emirates podem agora viajar facilmente via Cidade do México através de voos da Interjet para Leon/Guanajuato, Culiacan, Cancun, Chihuahua, Guadalajara, Mérida, Monterrey, Puerto Vallarta, Tampico, Tuxtla Gutierrez, Tijuana e Villahermosa. Da mesma forma, os passageiros da Interjet poderão viajar com grande facilidade para os destinos da Emirates no Médio Oriente, Espanha, Sudeste Asiático, Extremo Oriente e Norte de África”, lê-se num comunicado de imprensa distribuído nesta sexta-feira, dia 6 de dezembro, pela Emirates.

Por outro lado, os passageiros da Interjet podem começar a reservar as suas viagens através do site da Emirates, agências de viagens online (OTA) ou agentes de viagens, beneficiando da conveniência de ter um único bilhete com uma única política de bagagem.

A parceria entre a Emirates e a Interjet teve início em abril de 2019 com um contrato de interline, permitindo que os passageiros da ‘Emirates´12 US gateways’ (destinos dos Estados Unidos com presença Emirates) viajem para a Cidade do México em voos da Interjet. Com este amplo acordo de parceria, os passageiros da Emirates podem agora aproveitar a forte presença da Interjet no México e ter acesso a 12 destinos para além da Cidade do México. O acordo celebrado com a Interjet Airlines oferece também aos passageiros da Emirates a escolha de mais de 15 destinos internacionais regionais além da Cidade do México.

Aquando do anúncio da nova rota Dubai-Barcelona-Cidade do México, em julho passado, a Emirates destacou as enormes potencialidades do México cativar turistas do Médio Oriente e da Ásia, onde são fortes as ligações da companhia dos Emirados Árabes Unidos, ao mesmo tempo que criava uma nova conectividade que irá facilitar contactos e fortalecer as trocas comerciais e outros projetos de negócios bilaterais.

A Emirates voará para a Cidade do México com aviões Boeing 777-200LR, com capacidade para transportar 302 passageiros, sendo 38 em Classe Executiva e 264 em Classe Económica.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica