Bem-vindo, !|Sair

Empresa australiana diz ter pistas sobre eventuais destroços do Boeing 777 da Malaysia

Uma empresa australiana de sondagens e pesquisas marítimas comunicou ontem ao governo malaio que encontrou vestígios de possíveis destroços do avião da Malaysia Airlines desaparecido na Baía Norte de Bengala, disse o Ministério da Defesa da Malásia.

A localização é muito distante de onde a busca subaquática e de superfície se concentrou durante várias semanas.

Com sede da Austrália, a ‘GeoResonance’ esclareceu que um ponto exacto para a localização do avião desaparecido em 8 de Março não foi determinado, mas que está encontrando pistas do que seriam os destroços da aeronave.

A empresa geralmente usa imagens multiespectrais, radiação química e outras tecnologias para procurar petróleo, gás ou depósitos minerais antes de iniciar as explorações. A companhia usou a mesma tecnologia de olhar no fundo do oceano para identificar elementos químicos que estariam presentes nos destroços de um avião Boeing 777: alumínio, titânio e resíduos de combustível de aviação, entre outros.

Um comunicado divulgado pela empresa disse que identificou um local com essas substâncias a cerca de 190 quilómetros ao Sul de Bangladesh.

O ministro da Defesa da Malásia, Hishammuddin Hussein, disse que a China e a Austrália estavam cientes do anúncio. “A Malásia trabalha com os seus parceiros internacionais para avaliar a credibilidade desta informação”, disse o comunicado governamental divulgado em Kuala Lumpur e que foi transmitido pela Associated Press.

Nesta semana as autoridades da Malásia com a concordância dos restantes países que estão envolvidos nas buscas do avião que desapareceu com 239 pessoas a bordo, decidiu terminar as buscas aéreas no mar, alegando que foram escrutinadas sem sucesso áreas gigantescas percorrendo praticamente todas as zonas de possível sobrevoo do aparelho.

Aguarda-se agora por uma validação do anúncio da empresa australiana, a ver se haverá mais sucesso do que todas as hipóteses anteriores que nunca conduziram a uma pista concreta acerca da localização da aeronave, de eventuais destroços ou sobre o paradeiro dos ocupantes.

 

 

Neste gráfico publicado pela CBS a ‘GeoResonance’  mostra salvo as distorções naturais geradas pela água, os depósitos  e identificação das várias ligas metálicas que estão presentes na construção do Boeing 777-200 . O modo como os depósitos e demais ligas estão dispostas no leito submarino mostram a forma típica de um avião.

georesonance-materials-flight370

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica