Bem-vindo, !|Sair

Estrangulamento do aeroporto estrangula negócio dos agentes de viagens portugueses

Absant Training - Junta-te a Nós, Inscrições AbertasPedro Costa Ferreira, reeleito presidente da Direção da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT), é da opinião que “o estrangulamento” do Aeroporto Internacional de Lisboa “representa o estrangulamento do negócio” dos agentes de viagens portugueses.

Este um dos temas que Pedro Costa Ferreira colocou na lista dos mais importantes desafios para o seu início de mandato como presidente da APAVT (triénio 2018-2020), cuja cerimónia de posse se realizou na noite desta quinta-feira, dia 11 de janeiro, no Hotel Dom Pedro Palace, em Lisboa.

Relativamente ao transporte aéreo o conhecido dirigente empresarial português, que pela segunda vez consecutiva ganhou, em lista única, com expressiva votação, a liderança da associação dos agentes de viagens, destaca-se ainda a abordagem da “degradação das condições de venda das passagens aéreas, consequência de uma relação menos fácil com as companhias aéreas em geral e com a IATA, facto que não deixa ninguém indiferente e, mais do que isso, não deixa ninguém tranquilo”.

Indiscutivelmente ligado ao sector do turismo e das agências de viagens, a Aviação Comercial tem merecido da parte dos responsáveis pela APAVT uma abordagem frontal e determinada, na defesa dos seus direitos de intermediação num negócio em que, não obstante as plataformas de venda digitais, vulgarizadas na internet, os parceiros se sentem mais seguros e melhor servidos quando os protagonistas são profissionais reconhecidos, com garantias das partes envolvidas.

No recente congresso da APAVT, realizado em Macau, os agentes de viagens portugueses já tinham manifestado a sua preocupação pela prevista situação de estrangulamento no Aeroporto Internacional Humberto Delgado, em Lisboa, e pela morosidade do processo de ampliação da capacidade que passará certamente pela construção de um novo aeroporto na atual Base da Força Aérea Portuguesa, no Montijo, que servirá essencialmente as companhias de baixo custo e os voos regionais europeus. O processo atrasa-se em cada dia, dada a falta dos estudos ambientais que são vinculativos para que a obra seja lançada. Contudo, o presidente da ANA – Aeroportos de Portugal, Carlos Lacerda, em recente entrevista ao jornal ‘Publituris’, garantiu que o novo aeroporto no Montijo, anunciado no Verão passado, estará pronto em 2022.

O Aeroporto Internacional de Lisboa recebeu em 2017 um total de 26,6 milhões de passageiros, segundo os números preliminares divulgados pela agência de notícias de turismo e viagens ‘PressTUR‘, um aumento de 4,2 milhões, mais 18,8% do que em 2016, ano em que esse total já tinha sido considerado um número crítico para a operação aeroportuária.

Pedro Costa Ferreira inicia terceiro mandato à frente da APAVT

Pedro Costa Ferreira iniciou o seu terceiro mandato na presidência da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT), tornando-se o agente de viagens com mais tempo na liderança da associação. O anterior presidente da APAVT, João Passos, também cumpriu três mandatos à frente da associação, mas com a duração de dois anos cada.

Pedro Costa Ferreira foi eleito presidente da APAVT pela primeira vez em 2011, teve o mandato renovado nas eleições de 2014 e voltou a ser eleito a 12 de Dezembro de 2017 para um terceiro mandato na presidência da APAVT, com +28% de votos favoráveis que na votação anterior.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica