Ethiopian Airlines abandona rota regular Addis Abeba-Barcelona

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img


A Ethiopian Airlines vai deixar de voar para o Aeroporto de Barcelona-El Prat, em Espanha, para onde tinha iniciado voos regulares no passado dia 2 de julho, com quatro frequências semanais.

Segundo a imprensa espanhola, a companhia etíope, que é a maior empresa aérea africana, com ligações regulares para 110 destinos, alega problemas operacionais no aeroporto da capital da Catalunha, que não permitem a prestação de um serviço adentro dos padrões de qualidade a que habituou os seus clientes.

Esta linha já tinha começado mal. Primeiro a companhia disse que faria o voo direto entre Addis Abeba e Barcelona, mas desde que a iniciou tem funcionado num formato triangular, com uma escala técnica em Madrid. Há quem afirme que a nova rota não conseguiu o número de passageiros e reservas que a Ethiopian pretendia para justificar deslocar quatro vezes por semana um Boeing 787-8 Dreamliner (246 lugares em Económica e 24 em Executiva) à Catalunha.

A rota entre a Etiópia e a Catalunha era sazonal, tendo sido fixado o mês de outubro para o seu final. Agora já foi anunciado o último voo para 15 de agosto e a companhia admite que poderá voltar a escalar Barcelona-El Pratt, mas só em 2019, e se as reservas garantirem mais que os 25% de ocupação que, alegam algumas fontes, regista presentemente. Fontes da companhia admitem que, numa fase de consolidação de novas rotas, os números de ocupação média por voo nunca deverão estar abaixo dos 40 por cento.

A Ethiopian Airlines continuará a voar a rota Addis Abeba-Madrid, com quatro voos semanais. Os passageiros para Barcelona poderão optar por outra ligações da companhia para a Europa e pelos voos dos parceiros da Star Alliance, nomeadamente da Lufthansa em Frankfurt, na Alemanha, e daí chegarem à capital da Catalunha.




Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Presidente da SATA demitiu-se por falta de “condições” para continuar o “projeto proposto”

A Comissão de Trabalhadores da companhia aérea portuguesa Azores...

FAP terminou missão de patrulhamento no Golfo da Guiné em cooperação com países lusófonos

Os militares Força Aérea Portuguesa (FAP) da Esquadra 601...

Qatar Airways reforça Luanda que terá quatro voos semanais e alarga rede para Kinshasa

A Qatar Airways prossegue a expansão da sua rede...