Euro Atlantic atrasa pagamento do leasing de Boeing 777-200ER – LAM aluga Airbus à Hi Fly

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O voo TM703 da LAM – Linhas Aéreas de Moçambique entre Lisboa e Maputo do passado sábado, dia 13 de janeiro, não se realizou conforme previsto, “devido a problemas do fornecedor de aeronave, a Euro Atlantic Airways (EAA)”, anunciou a companhia aérea moçambicana neste domingo, dia 14.

Num comunicado de imprensa distribuído em Maputo para esclarecimento dos passageiros e do público em geral, a companhia africana explica que “antes do embarque dos passageiros, em Lisboa, a LAM tomou conhecimento de que o provedor não pagou ao proprietário da aeronave [empresa de leasing] usada e que este, por sua vez, determinou que o aparelho não fosse usado”.

Perante este quadro, a LAM envidou esforços visando materializar o voo, o que veio a concretizar-se no domingo, dia 14 de janeiro.

O voo acabou por ser realizado por um avião Airbus A330-200, matrícula 9H-HFG, da companhia Hi Fly, alugado ocasionalmente pela companhia moçambicana. O aparelho alternativo aterrou no Aeroporto Internacional de Maputo pelas 09h45 desta segunda-feira, dia 15 de janeiro. No percurso Maputo-Lisboa o voo TM704 foi realizado na madrugada desta segunda-feira, dia 16, tendo o avião partido de Maputo pelas 03h39. A aterragem em Lisboa verificou-se às 12h22 locais, segundo os registos da plataforma de rastreio de aeronaves ‘FlightRadar24’.

O comunicado da LAM destaca que foi concedida a hospedagem aos passageiros que preferiram aguardar a partida para Moçambique, enquanto outros passageiros foram encaminhados noutras companhias aéreas para Maputo. Foram ainda concedidos reembolsos aos passageiros que não quiseram embarcar no avião da Hi Fly, entretanto disponibilizado pela LAM, adiantou a companhia.

Pelo incidente, a LAM apresentou aos passageiros afetados “desculpas pelos transtornos causados pelo cancelamento do voo”.

A Euro Atlantic Airways (EAA) tem um contrato com a LAM através do qual se compromete a disponibilizar um avião Boeing 777-200ER, para realizar três voos semanais na rota Lisboa-Maputo-Lisboa. O primeiro voo foi realizado no passado dia 12 de dezembro e a nova rota está sujeita a um acordo comercial entre as duas partes, sendo os lucros de cada viagem de ida e volta, depois de retirados os custos, sido dividido entre a LAM e a EAA.

O B777-200ER tem capacidade para transportar 293 passageiros em três classes e 46 toneladas de carga aérea. Os três voos semanais realizam-se às terças, quintas e sábados entre Lisboa e Maputo, e às quartas, sextas e domingos, no sentido inverso.

Notícia atualizada às 17h00 de terça-feira, dia 16 de janeiro de 2024

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

American encomenda 260 aviões à Airbus, Boeing e Embraer com mais 193 opções de compra

A American Airlines anunciou nesta segunda-feira, dia 4 de...

Portway e SINTAC assinam acordo de empresa

A Portway Handling de Portugal assinou com o SINTAC...

Portugueses viajam mais e escolhem a Madeira e Cabo Verde para as férias da Páscoa

Os portugueses estão a comprar mais viagens neste início...

JetBlue desiste da compra da Spirit, um projeto que não tinha o acordo das autoridades reguladoras

A companhia aérea norte-americana JetBlue, que foi fundada pelo...