Euro Atlantic realiza sexto voo com passageiros entre Portugal e Timor-Leste

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O sexto voo charter da Euro Atlantic Airways (EAA), entre Lisboa e Díli, na República Democrática de Timor-Leste, realizado desde o início da pandemia de covid-19, partiu da capital portuguesa na passada segunda-feira, dia 6 de setembro, de madrugada, e deverá regressar nesta quarta-feira, dia 8, a Portugal.

O avião que realiza a viagem, o Boeing 767-300ER, matrícula CS-TKS, ao serviço do operador turístico ‘Sonhando’, propriedade da EAA, descolou na manhã desta quarta-feira do Aeroporto Internacional Presidente Nicolau Lobato, em Díli, pelas 09h40 locais, tendo feito uma escala em Kuala Lumpur, na Malásia, onde aterrou pelas 12h10 locais, para reabastecimento. Deverá fazer uma nova escala no Dubai, Emirados Árabes Unidos, antes da aterragem em Lisboa, prevista para as 22h30 locais.

José Manuel Antunes, diretor-geral do operador turístico ‘Sonhando’, disse à agência de notícias de viagens e turismo ‘PressTUR’ que a sexta operação de voos entre Portugal e Timor-Leste foi positiva, mas teve um “lamentável” cancelamento de um grupo de 74 professores portugueses.

O cancelamento da reserva da Escola Portuguesa de Timor, segundo José Manuel Antunes, levou a que os 74 professores portugueses demorassem “três dias a chegar a Díli” em voos de companhias aéreas regulares.

“Fizeram 18 horas de escalas em aeroportos, o que aumenta o risco sanitário, viajaram com apenas 23 quilogramas de bagagem por pessoa para uma estadia de dez meses em Timor, e alguns deles ainda não receberam as malas”, disse o diretor da ‘Sonhando’, considerando “lamentável” a situação em que foram colocados.

A operação da Euro Atlantic entre Lisboa e Díli tem apenas uma escala de 1h30 no Dubai e permite o transporte 46 quilogramas de bagagem por pessoa, esclarece José Manuel Antunes.

O voo partiu de Lisboa na segunda-feira passada (dia 6) com 68 volumes com dispositivos médicos, 12 dos quais com vacinas contra a covid-19 e materiais de laboratório doados pelo departamento de Física do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa, para a Escola CAFE de Díli.

Apesar do cancelamento do grupo de professores, “o balanço da operação é positivo, com 200 passageiros no total”, afirmou José Manuel Antunes ao ‘PressTUR’.

O executivo indicou que “já ultrapassam largamente o milhar, as pessoas que têm beneficiado deste serviço”, que “tem sido o principal elo de ligação de Timor-Leste com o Ocidente durante estes 16 meses de pandemia”.

Os voos permitiram o repatriamento de muitos timorenses, incluindo dezenas de médicos que terminaram as suas especializações em Cuba, no Brasil e na Coreia do Sul, muitos dos quais residentes em países como o Reino Unido, a Irlanda, Holanda, Grécia, França, Espanha, Itália, EUA, Chile, Cuba e Brasil.

Os voos também têm transportado religiosos, juristas, estudantes, professores, militares e outros profissionais no âmbito dos acordos entre Portugal e Timor-Leste, além de grandes quantidades de livros para o Projeto CAFE, vacinas contra a covid-19, medicamentos e outros materiais  que foram sendo solicitados.

A sétima operação para Timor-Leste com a Euro Atlantic já está marcada. A partida de Lisboa é a 12 de dezembro e o regresso de Díli será dois dias depois, no dia 14. O voo volta a ser fretado pelo operador ‘Sonhando’.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Presidente da TAP diz que estão reunidas as condições para que o orçamento deste ano seja cumprido

O presidente executivo da TAP, Luís Rodrigues, considera que...

Aluguer de Airbus A330 em 2016 motivou buscas da PJ às instalações da sede da SATA

O aluguer do avião Airbus A330 para integrar a...

Ryanair lança promoção relâmpago durante 48 horas

Viagens para os meses de junho e julho disponíveis...

Instalações da sede do Grupo SATA nos Açores alvo de buscas por parte da Polícia Judiciária

Inspetores da Polícia Judiciária (PJ) estiveram na manhã de...