FAP reativou Esquadra 752 com helicópteros EH-101 Merlin na Base Aérea das Lajes (Açores)

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A Força Aérea Portuguesa (FAP) reativou a Esquadra 752, doravante reconhecida como ‘Fénix’, numa cerimónia que decorreu nesta quarta-feira, dia 14 de junho, na Base Aérea nº 4 (BA4), nas Lajes, ilha da Terceira (Região Autónoma dos Açores), onde ficará sediada.

Equipada com helicópteros EH-101 Merlin, a  reativação da Esquadra 752 surge como forma de garantir o cumprimento da missão da Força Aérea e os compromissos assumidos, nomeadamente na assistência às populações na Região Autónoma dos Açores, revela uma notícia distribuída pelo Estado-Maior da Força Aérea, em Lisboa.

Através da presença permanente de uma esquadra de voo sobretudo dedicada à missão de busca e salvamento e transporte médicos aéreos, a FAP cria condições para dar resposta ao aumento de 236% registado na última década do empenhamento do destacamento da Esquadra 751 – ‘Pumas’. Paralelamente, cria condições para permitir a conjugação da vida pessoal e familiar dos militares, materializada pela diminuição do número de destacamentos.

Dirigindo-se aos militares da Esquadra 752, o Chefe do Estado-Maior da Força Aérea, General João Cartaxo Alves, que presidiu a cerimónia, disse esperar “exemplar profissionalismo, abnegação e coragem, numa atitude que prestigia, dignifica e honra o percurso histórico da Força Aérea no Arquipélago dos Açores e em todo o território nacional”. Esperando dos militares a geração de um “sentido de pertença, para encherem de honra e orgulho a nossa Força Aérea”, manifestou disponibilidade para um acompanhamento próximo e “total apoio pessoal e institucional”.

Investido como Comandante da Esquadra 752, o Major Hélder Costa valorizou os “símbolos representativos desta esquadra renascida, a qual se libertou do nome Pumas para passar a ser designada tão apropriadamente de Fénix. Explicando, “como se viu pela sua história, mais uma vez se ergue das cinzas para cumprir a sua missão, para voar “Para que outros vivam”, lema partilhado com a “nossa esquadra irmã, a 751, e com a qual queremos trabalhar em estreita relação e cooperação”.

Recorde-se que foi em 1978 que a Esquadra 752 foi constituída pela primeira vez, na altura equipada com helicópteros SA-330 Puma e sob o cognome “Pumas”. Depois de ter sido renomeada, em 1993, de Esquadra 711, voltaria ao nome original em 2008, aquando da reativação de forma temporária que perdurou até 2011.

A BA4 volta a ver atribuída uma esquadra de voo, depois de um interregno apenas a garantir apoio aos destacamentos da Esquadra 502 – “Elefantes” e 751 – “Pumas”, ambas sediadas na Base Aérea nº 6, no Montijo. A Esquadra 502 continuará a funcionar com destacamento permanente na BA4.

 

  • Fotos © FAP/1º Sargento Carlos Barbosa
  • Texto distribuído pela Estado Maior da Força Aérea (EMFA)

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

KC-390 da FAP ganha prémio mais importante em festival internacional no Reino Unido

Um avião KC-390 Força Aérea Portuguesa (FAP) foi distinguido...

Pilotos da TACV marcam greve de uma semana partir de 24 de julho

Os pilotos da TACV – Transportes Aéreos de Cabo...

Governo reuniu-se com a ANA para preparar o projeto do Novo Aeroporto de Lisboa/Luís de Camões

O ministro das Infraestruturas e Habitação e o secretário...