GOL retoma rotas e amplia horários durante o mês de junho

A GOL Linhas Aéreas divulgou na terça-feira, dia 19 de maio, as alterações implementadas na sua malha aérea para junho, que vigorará durante todo esse mês.

Trata-se de um aumento sutil do número de voos e horários, mas de grande efeito para a comodidade de quem precisa se deslocar pelo País ou utilizar os serviços de transporte da empresa, refere um comunicado da companhia que se diz atenta às necessidades dos seus clientes e à logística adequada para o escoamento de cargas, um fluxo crucial em tempos de pandemia.

Serão realizados 100 voos diários em junho, face aos 68 previstos na malha essencial de maio, o que representa um acréscimo de 47% em relação ao mês anterior. Comparando com as operações vigentes no período que antecedeu a chegada do novo coronavírus ao Brasil, essa centena representa uma redução ainda marcante da capacidade da companhia, de 87%. Desse total, 20 voos terão início em 10 de junho, destacando a relevância dos aeroportos de Congonhas (CGH), em São Paulo, Brasília (BSB), no Distrito Federal, e Galeão (GIG), no Rio de Janeiro.

Aos poucos, as bases da GOL em diferentes regiões do País estão sendo reabertas. Em junho, a partir do dia 10, será a vez de Chapecó (XAP), em Santa Catarina; Ilhéus (IOS) e Porto Seguro (BPS), na Bahia; Juazeiro do Norte (JDO), no Ceará; e Petrolina (PNZ), em Pernambuco. Todas em ligação com o aeroporto internacional de São Paulo, em Guarulhos (GRU). Com exceção de Juazeiro, com quatro saídas semanais, os demais destinos têm três frequências. A iniciativa favorece os clientes que, por meio de conexões em solo paulista, precisam chegar a outras cidades brasileiras.

O Aeroporto de Congonhas/São Paulo, um dos mais movimentados do Brasil, passa a complementar as ofertas do Aeroporto de Guarulhos, que deixa de concentrar todas as atividades da GOL. A empresa estabelece o retorno das viagens do aeroporto paulista para Florianópolis (FLN), Navegantes (NVT) e Salvador (SSA), com quatro saídas na semana, e Recife (REC), com seis. Além disso, a companhia retoma, também em Congonhas, horários corporativos para Belo Horizonte (CNF), Curitiba (CWB) e Porto Alegre (POA). Todos esses trechos entram em vigor no dia 10 de junho.

O Aeroporto Internacional de Brasília (Distrito Federal), que desde maio atende primordialmente ao Norte do País, ganha reforço com novos voos para essa região, assim como para o Sul, o Sudeste e o Nordeste. Na capital federal, a GOL resgata ainda operações para Recife (REC), com três frequências semanais de ida e volta, além do Galeão, no Rio de Janeiro, de segunda a sábado, também no dia 10 de junho.

No Galeão, por sua vez, a companhia amplia a comunicação com o Nordeste, cujos destinos estão sendo contemplados desde maio. As novidades nesse aeroporto internacional são a rota para Aracaju (AJU) – às terças, quintas e domingos; as partidas para Curitiba e Porto Alegre (ambas de segunda a sexta e domingo), e Vitória (segunda, terça, quarta, sexta e domingo), todas com início em 10 de junho.

As bases reabertas em maio – Navegantes, em Santa Catarina, e Foz do Iguaçu, no Paraná – mantêm-se em atividade em junho, período para o qual a GOL não tem planos de reaver os seus voos internacionais. Ajustes pontuais na malha aérea poderão ocorrer face a mudanças de cenários da pandemia ou exigências regulatórias.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica