Bem-vindo, !|Sair

Governo angolano baixa em 25% preço das viagens entre Cabinda e Luanda


 

O custo da passagem aérea na ligação entre as províncias de Cabinda e de Luanda e vice-versa, nos voos da TAAG – Linhas Aéreas de Angola, vai sofrer uma redução na ordem dos 25 por cento, a partir deste mês.

A medida que coloca o preço do bilhete de ida e volta na ordem dos 33 mil kwanzas (cerca de 177 euros/198 dólares norte-americanos), contra os atuais 46 mil kwanzas (cerca de 247 euros/276 dólares), foi aprovada nesta quarta-feira, dia 8 de novembro, durante a 1ª sessão ordinária da Comissão Económica do Conselho de Ministros, anunciou a agência noticiosa ‘Angop’.

O decreto que oficializa essa redução poderá ser publicado este mês, informou à imprensa o diretor-geral do Instituto de Preços e Concorrências do Ministério das Finanças, António Cruz Lima.

Segundo o responsável, que falava no final da reunião da equipa económica do Executivo angolano, que decorreu na cidade de Cabinda, estão por acertar ainda alguns custos que interferem na estrutura do preço do bilhete.

“É o caso do custo do combustível, das taxas da Empresa Nacional de Exploração de Aeroportos e Navegação Aérea e de outros custos indiretos que a TAAG tem com as operações em terra”, disse.

Apesar destes aspectos ainda pendentes, António Cruz Lima assegura que a subvenção nas viagens áreas de e para Cabinda, por via da TAAG, é um facto irreversível.

De acordo com o diretor-geral do Instituto de Preços e Concorrências, o Presidente da República orientou que os ministérios das Finanças e dos Transportes definissem de forma conjunta algumas questões ainda pendentes.

Orientou-nos, prosseguiu aquele responsável, para preparar as linhas gerais do Decreto Presidencial que deverá regular essa questão.

Nos últimos anos a questão do preço da passagem aérea de e para Cabinda tornou-se um tema candente.

Na base dessa questão está a necessidade de mitigar os problemas resultantes da descontinuidade geográfica da região, além de reforçar a integração de Cabinda com o resto do país.

 

  • Fonte: Agência de Notícias ANGOP

 


“Como

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica