GPIAAF realiza estudo de segurança devido a incidentes com ‘drones’

aMês da Criança - Participe no sorteio e ganhe bilhetes


 

O Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves e de Acidentes Ferroviários (GPIAAF) de Portugal anunciou neste sábado, dia 18 de junho, a realização de um estudo de segurança devido aos recentes incidentes envolvendo a presença de ‘drones’ nas trajetórias de aviões junto de aeroportos portugueses.

“O GPIAAF decidiu iniciar a realização de um estudo de segurança com vista a caracterizar o histórico de ocorrências deste tipo no nosso país, analisar a eficácia da regulamentação nacional sobre esta matéria e comparar com as práticas que estão a ser utilizadas noutros países para a prevenção deste tipo de ocorrências, com vista à eventual emissão de recomendações às entidades relevantes”, disse à agência noticiosa ‘Lusa’ o diretor do GPIAAF.

Nelson Oliveira justificou a medida com “a frequência e características das recentes ocorrências envolvendo a presença de ‘drones’ na trajetória de aeronaves”, ressalvando, contudo, que as ocorrências reportadas “constituem uma violação da regulamentação aplicável e um potencial ilícito de natureza criminal por parte dos seus responsáveis”.

O estudo de segurança, liderado pelo GPIAAF, no âmbito das suas atribuições de prevenção de acidentes com aeronaves, contará com a participação de especialistas externos e envolverá a audição das principais partes interessadas neste assunto.

Esta semana houve dois incidentes envolvendo ‘drones’ e aviões e quatro nas duas últimas semanas. Desde o início do ano, o GPIAAF tem a informação de oito incidentes deste tipo.

Na sexta-feira, dia 16 de junho, um avião comercial da Aero Vip, do Grupo Sevenair, com 14 pessoas a bordo, foi obrigado a realizar uma manobra para evitar a colisão com um ‘drone’ a 300 metros de altitude quando estava em aproximação para aterrar no Aeródromo Municipal de Cascais (LINK notícia relacionada).

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica