Hi Fly retira o Airbus A380 da sua frota até final do ano

O grupo português de aviação comercial Hi Fly anunciou nesta terça-feira, dia 3 de novembro, que vai retirar de operação o seu Airbus A380, “após quase três anos de operações de sucesso em todo o mundo”. A companhia justifica a decisão de não renovar o contrato com a empresa de leasing com o facto da pandemia de covid-19 ter reduzido drasticamente a procura por aviões de passageiros de grande dimensão. O A380 da Hi Fly tem capacidade para transportar um total de 471 viajantes, sendo 12 em Primeira Classe, 60 em Executiva e 399 em Económica. Os porões deste avião, nas viagens com passageiros, podem carregar até 46 toneladas de bagagem e carga.

O ‘Super Jumbo’, o único que trabalhou no segmento de ACMI e fretamentos especiais e integrado num grupo de raiz portuguesa, tem estado nos últimos meses a trabalhar no transporte de cargas, nomeadamente no apoio logístico de suprimentos hospitalares e farmacêuticos no mercado internacional. Os assentos do avião foram retirados na Classe Económica, o que deu ao aparelho maior capacidade para o transporte de mercadorias.

A Hi Fly adianta que o phase out do seu Airbus A380, que voa no COA da Hi Fly Malta com o registo 9H-MIP e com a famosa pintura ‘Save the Coral Reefs’, acontecerá até final do corrente ano. Será substituído por aviões Airbus A330, de moderna geração, adianta a companhia.

 

  • Foto © Célian-Thibault_MontrealPlanes

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica