IATA diz que o sector do transporte aéreo está estagnado

A IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo) indicou na semana passada ter verificado uma estagnação das pesquisas e das reservas de voos na maior parte das regiões, que atribui à existência de elevados níveis de infeções pela covid-19 e o fim do ‘pico’ da estação alta das viagens no Hemisfério Norte.

A associação, que junta a maioria das companhias aéreas comerciais, diz que os índices de pesquisas e compras de voos não tiveram grande desenvolvimento relativamente à semana anterior, dizendo que à medida que os países impõe restrições mais fortes às viagens, em média as compras de voos estão 85% abaixo dos níveis pré-crise.

Melhor que essa média está a região da Ásia, acrescenta a informação, que indica que neste caso estão 63% abaixo dos níveis pré-crise e atribuindo-o à força dos mercados domésticos.

Relativamente à evolução no resto do ano a IATA diz que as perspectivas são sombrias, devido às restrições às viagens e ao grau de incerteza quanto a surtos de covid-19.

Para o fim do ano, as vendas de voos estão em cerca de 24% do valor de dezembro de 2019, situando-se em 28% na América do Norte.

A IATA refere no comunicado distribuído em Genebra, onde tem a sua sede europeia, que a evolução é marcada pelos baixos níveis de pesquisas e reservas de voos internacionais.

 

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica