Bem-vindo, !|Sair

Lufthansa comemora Dia da Mulher de forma espetacular (com fotos)

No Dia Internacional da Mulher, cinco voos de longo curso do Grupo Lufthansa com tripulações (quase) exclusivamente femininas estão a caminho de Nova Iorque e ainda 63 mulheres e um homem cuidam dos passageiros a bordo em voos de Frankfurt, Munique, Genebra, Viena e Bruxelas.

 

Voo LH400 Boeing 747-8 totalmente no feminino

Voo---LH400-Boeing-747-8-Voo-totalmente-no-feminino-2

 

Hoje, 8 de março, cinco voos do Grupo Lufthansa com tripulações compostas por 63 mulheres e um homem partem de Frankfurt, Munique, Genebra, Viena e Bruxelas para Nova Iorque. Os voos da Lufthansa, SWISS e Brussels Airlines terão tripulações exclusivamente femininas enquanto o voo OS087 da Austrian Airlines terá um homem também na tripulação. Apesar da Austrian Airlines também empregar mulheres com funções de pilotos, nenhuma irá voar no Boeing 767 programado para a rota de desta quarta-feira, dia 8 de março, para Nova Iorque.

“Esperamos que no futuro mais mulheres jovens se interessem por carreiras que até agora eram consideradas do domínio masculino”, referiu Bettina Volkens, membro do Conselho Executivo, responsável pelos Recursos Humanos e Assuntos Legais da ‘Deutsche Lufthansa AG’.

Apesar do número de pilotos dominar a indústria, as mulheres já não são vistas nos cockpits como “aves raras”. A Lufthansa emprega mulheres piloto desde 1988. Em 2010, houve um serviço pioneiro a nível mundial no setor do transporte aéreo de carga com um cargueiro da Lufthansa com uma tripulação exclusivamente feminina. Atualmente, cerca de seis por cento da tripulação de cockpit do Grupo Lufthansa são mulheres, um número que tem vindo a crescer rapidamente ano após ano. Para refletir este aumento, a Lufthansa juntou o termo “capitaine”, para se utilizar quando se refere a “mulheres piloto”, aprovada pela Sociedade de Língua Alemã. Nas tripulações de cabina, aproximadamente 80 por cento são mulheres.

Aumentar a proporção de mulheres na administração é também um dos objetivos do Grupo Lufthansa. “Conseguimos atingir resultados tangíveis, tomando medidas concretas como a introdução de um processo transparente de recrutamento e a implementação de diversos critérios nos procedimentos de recrutamento”, mencionou Bettina Volkens.

Juntamente com outras grandes empresas alemãs, em 2011, a Lufthansa estabeleceu quotas voluntárias de modo a aumentar a proporção de mulheres na administração. Até 2020, ter-se-ia um aumento de 30 por cento em relação a 2010.

 

Voo---LH400-Boeing-747-8-Voo-totalmente-no-feminino

Parte da tripulação de cabina do voo LH400 na manhã desta terça-feira, dia 8 de março, no breifing antes do voo.

Voos da Lufthansa descolam de Frankfurt e Munique
Às 10h50 partiu de Frankfurt o voo LH400, um Boeing 747-8, com 16 membros femininos na tripulação de cabina e três mulheres coo pilotos (Foto no início do corpo desta matéria).

 

O voo LH410, um Airbus A330-300, partiu 55 minutos depois de Munique com duas mulheres no cockpit e 11 mulheres na cabina. Os cinco voos da Lufthansa, SWISS, Austrian Airlines e Brussels Airlines irão aterrar no aeroporto J. F. Kennedy de Nova Iorque entre as 13h20 e as 15h50 (horas locais).

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica