Major da Força Aérea Brasileira lidera base de observadores da ONU no Saara

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

O Major Intendente Adriano Maia Ribeiro de Azevedo, da Força Aérea Brasileira (FAB), assumiu nesta semana o comando de uma base da Missão de Paz da ONU no Saara Ocidental. Localizada no meio do deserto, a base está na vila de Tifariti, palco de batalhas durante a guerra travada entre 1975 e 1991. A passagem de comando aconteceu na última segunda-feira , dia 19 de Janeiro, anunciou a FAB no sítio de Internet.

O brasileiro lidera um grupo de 15 observadores militares de 12 diferentes países. “São muitos os desafios, mas liderar de forma harmónica uma equipa com tamanha diversidade de origens, culturas e religiões é sem dúvidas o maior deles. É necessário que todos estejam em sintonia”, conta o militar brasileiro. Também há o trabalho de gerenciar a logística de água, comida e de combustível.

Tifariti é uma das nove bases sob o comando da Missão das Nações Unidas para o Referendo no Saara Ocidental (MINURSO). O grupo de 15 observadores militares é responsável pelo monitoramento de uma área de 12.000 quilómetros quadrados na fronteira com a Mauritânia. “São realizadas patrulhas diárias e visitas regulares às unidades militares sediadas na região, de modo a se atestar o cumprimento dos acordos firmados”, explica o Major Adriano.

“O contato com a população que sofreu as barbáries de uma guerra, e que até hoje apresenta resquícios daquele período, não só me torna um profissional melhor, mas principalmente uma pessoa melhor”, conta. Formado pela Academia da Força Aérea em 2001, o Major Adriano Azevedo foi voluntário para a missão e está no país africano desde o início de Setembro passado.

A MINURSO atua desde 1991 e conta atualmente com 225 militares de 34 países. “Como militar brasileiro, sinto-me muito honrado em poder contribuir para solidificar ainda mais o nome do Brasil nas missões de paz da ONU. É com muito orgulho que percebo o quão respeitado é o militar brasileiro hoje em sua participação internacional, sempre tido como exemplo de profissionalismo, imparcialidade e boa convivência”, afirma o Major.

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Presidente da SATA demitiu-se por falta de “condições” para continuar o “projeto proposto”

A Comissão de Trabalhadores da companhia aérea portuguesa Azores...

FAP terminou missão de patrulhamento no Golfo da Guiné em cooperação com países lusófonos

Os militares Força Aérea Portuguesa (FAP) da Esquadra 601...

Qatar Airways reforça Luanda que terá quatro voos semanais e alarga rede para Kinshasa

A Qatar Airways prossegue a expansão da sua rede...