Mau tempo mantém-se na Madeira depois de um dia sem aviões

O Aeroporto da Madeira-Cristiano Ronaldo teve movimento praticamente nulo nesta segunda-feira, dia 14 de março. De manhã, pelas 07h49 descolou o turboélice ATR 72-600 da Binter, que assegura as ligações entre as duas ilhas do arquipélago atlântico português, e durante todo o dia não se registaram aterragens.

O avião da Binter acabou por ficar retido na ilha do Porto Santo, tendo sido cancelados cerca de 70 movimentos de aviões nacionais – TAP e SATA Air Açores – e outros de várias companhias estrangeiras, com alguns a divergirem para Faro, Porto Santo e Tenerife Sul. Alguns nem iniciaram as viagens para a Madeira. Foi o caso da Jet2.com (sete voos) e da Transavia France que desde domingo anunciaram o cancelamento dos voos programados.

As razões para a inoperacionalidade do Aeroporto da Madeira são as condições meteorológicas, nomeadamente o vento forte que está a atingir a zona onde está implantado o aeroporto, nos concelhos de Santa Cruz e de Machico, na parte leste da ilha.

A segunda-feira é o dia de semana com maior número de voos no aeroporto da Madeira, sobretudo fretados pelos operadores turísticos. As condições estiveram durante todo o dia fora dos limites, devido à passagem da tempestade ‘Célia’ pela ilha, com ventos bastante fortes que poderão atingir velocidades de até 120 km/hora.

Para esta terça-feira, dia 15 de março, as previsões continuam a não ser as mais favoráveis e a TAP Air Portugal já anunciou o cancelamento dos dois voos da manhã à partida de Lisboa, assim como as companhias Jet2.com cancelou todos os sete voos previstos de aeroportos britânicos. Igualmente a SATA Azores Airlines cancelou o voo que chegaria direto de Nova Iorque/JFK e a EasyJet e a Transavia cancelaram os voos programados para a parte da manhã de aeroportos europeus.

De acordo com informações do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, a Região Autónoma da Madeira, designação administrativa do Arquipélago da Madeira na ordem jurídica portuguesa, vai continuar a sentir os efeitos da depressão ‘Célia’, que se prevê estar centrada em 33°N e 13°W no dia 15 de março de 2022 às 00h00 UTC (mesma hora na Madeira). A previsão é de que a força do vento diminua a partir da tarde desta terça-feira.

Os efeitos desta depressão estão a ser sentidos desde o final da tarde de domingo, dia 13, persistindo até ao início da manhã de terça-feira dia 15, com vento forte do quadrante norte, transportando uma massa de ar frio e instável que origina aguaceiros por vezes fortes, de granizo e acompanhados de trovoadas.

Aguardam-se novas notícias ao fim da manhã desta terça-feira, dia 15 de março.

 

  • LINK notícia relacionada

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica