Metroliner cai e incendeia-se em Malta – há cinco mortos – com vídeo

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

Votação Newsavia - Startup Madeira Innovation Awards 2016

Um avião de passageiros turboélice ‘Fairchild Metroliner Mark III’ caiu na manhã desta segunda-feira, dia 24 de outubro, logo após levantar voo do Aeroporto Internacional de Luqa, na ilha de Malta, no Mediterrâneo.

Um comunicado oficial distribuído pelo Governo de Malta indica que a aeronave se despenhou poucos segundos depois de levantar voo, pelas 07h20 locais (05h20 UTC) ainda no perímetro aeroportuário, tendo explodido e ardido completamente.

A bordo seguiam cinco pessoas, entre passageiros e pilotos, que faleceram no acidente e cujos corpos foram localizados logo após a extinção do incêndio. São de nacionalidade francesa, segundo as primeiras informações disponíveis.

O avião, saído da fábrica em 1983, tinha a matrícula norte-americana N577MX e estava ao serviço de uma companhia com sede no Luxemburgo. Tinha sido alugado pela Direção das Alfândegas de França. O voo para o qual a aeronave seguia era de vigilância e inspeção ao tráfico ilegal de pessoas e drogas naquela área do Mediterrâneo, diz o comunicado governamental. O plano de voo não continha pousos em aeroportos de países terceiros, mas sim o regresso ao aeroporto de partida, algumas horas após a descolagem.

Dois comandantes de aviões civis que estavam para descolar e três oficiais de serviço num quartel próximo do aeroporto são citados no comunicado como tendo seguido a trajetória do avião ao levantar do aeroporto e cair no solo. Estão já referenciados como testemunhas para o inquérito oficial.

A aeronave, que tem capacidade para transportar 19 passageiros, foi vista a cair com as rodas para cima e não há notícia de qualquer explosão na fase anterior à queda. Outras testemunhas referem que terá havido uma avaria no sistema de direção da aeronave, o que seria visível no momento da queda. Questões que poderão ser esclarecidas após o inquérito que ouvirá testemunhas e analisará os destroços da aeronave acidentada.

O aeroporto esteve encerrado cerca de três horas. A situação foi normalizada cerca das 09h30 locais.

 

  • As fotos e o vídeo que passamos em seguida são da autoria de Laurent Azzopardi, que filmava o seu percurso numa zona próxima ao aeroporto de Luqa, na manhã desta segunda-feira, dia 24 de outubro, quando se dirigia para o trabalho.

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Ryanair anuncia rota sazonal entre Cracóvia (Polónia) e o Algarve, a partir do dia 1 de abril

A Ryanair anunciou o reforço das suas operações nos...

TAP apresenta novo stand na BTL, reforça rede de longo curso e renova parcerias

 A TAP Air Portugal estreou este ano um novo...

TAP reforça operação para Brasil e América do Norte – Total de 193 voos semanais

A TAP Air Portugal anunciou nesta quinta-feira, dia 29...

Lucro líquido do grupo Air France-KLM atinge 934 milhões de euros em 2023

O grupo Air France-KLM anunciou nesta quinta-feira, dia 29...