Obras em Congonhas obrigam Azul a reprogramar oferta de voos

A AZUL Linhas Aéreas Brasileiras vai manter as suas operações no Aeroporto de Congonhas, na cidade de São Paulo, durante o mês de agosto, utilizando as aeronaves modelo ATR 72-600, que podem transportar até 70 passageiros, e irá ampliar a oferta de voos diários para Belo Horizonte e na ponte aérea Rio-São Paulo, além de criar uma nova rota: Congonhas-Curitiba.

A companhia anunciou, em comunicado que terá 17 voos diários para responder à procura dos seus clientes. A opção por aviões de menores capacidade e dimensão deve-se ao facto de ter de utilizar a pista auxiliar de Congonhas devido às obras de recuperação do pavimento asfáltico da pista principal entre 5 de agosto e 5 de setembro

Congonhas-Santos Dumont/Rio, que hoje conta com dois voos diários, passará a sete frequências diárias, enquanto o mercado Congonhas-Belo Horizonte terá seis operações por dia face às duas que têm sido realizadas. A rota Congonhas-Curitiba, que já foi operada pela Azul no ano passado, voltará com quatro ligações diárias. Com passagens já à venda em todos os canais oficiais, os novos voos seguirão os rígidos protocolos de higiene que foram adotados pela empresa desde o início da pandemia.

 

Limpeza reforçada e medidas de higiene a bordo

Desde o início da pandemia, a Azul reforçou a limpeza das suas aeronaves a cada voo e à noite, seguindo os protocolos sugeridos pela IATA. A companhia também foi a primeira do Brasil a tornar obrigatório o uso de máscaras por tripulantes e passageiros, tanto a bordo quanto em terra. Em outra iniciativa pioneira, a Azul passou a medir a temperatura dos tripulantes a cada início de turno, aumentando a confiança em solo e a bordo e preservando a vida e a segurança de todos.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica