Bem-vindo, !|Sair

Presidente da APAVT visita a Guiné-Bissau – País deve acelerar certificação do aeroporto


 

Pedro Costa Ferreira, presidente da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT), deverá visitar no primeiro trimestre deste ano a República da Guiné-Bissau. O convite foi feito pelo ministro do Turismo da antiga colónia portuguesa africana, Fernando Vaz, durante uma reunião de trabalho que teve lugar em Lisboa, na sede da associação, na passada quarta-feira, dia 3 de janeiro.

A República da Guiné-Bissau tem feito um esforço bastante grande para que o País recupere a confiança dos mercados turísticos internacionais, nomeadamente os europeus. Desde há três anos, com o início dos voos semanais da companhia portuguesa Euro Atlantic Airways, entre Lisboa e Bissau, que esse trabalho tem sido feito, com o apoio também de operadores turísticos portugueses.

Até há pouco tempo o maior mercado de turistas para a Guiné-Bissau era a França, nomeadamente para as ilhas do arquipélago dos Bijagós. Os portugueses, que estavam então no terceiro lugar do ranking de visitantes, subiram para a primeira posição, no final deste ano.

As autoridades guineenses consideram que tem sido fundamental o apoio dado pela Euro Atlantic, não só na disponibilização de um voo regular, com um avião de longo curso, que permite também o transporte de bagagem (na última semana o voo foi novamente feito com um Boeing 777-200ER), como também na promoção de uma viagem para um grupo de agentes de viagens portugueses, realizada há cerca de um ano, e todo o apoio logístico que foi dado à representação de Bissau na última Bolsa Internacional de Turismo de Lisboa (BTL) em 2017.

Da esquerda para a direita: Fernando Vaz, ministro do Turismo da Guiné-Bissau; Pedro da Costa Ferreira, presidente da APAVT; Paulo Brehm, assessor da direção da APAVT; e José Caetano Pestana, diretor de Comunicação da Euro Atlantic Airways. Fotos © APAVT

A capital guineense dispõe a partir deste ano de um novo hotel de cinco estrelas e, a nível governamental, há a certeza de que vários projetos internacionais, atualmente em fase de estudo e de implementação, serão concretizados em breve, potenciando o destino turístico, que guarda algumas das praias mais bonitas e seguras desta zona de África.

Além do voo da Euro Atlantic Airways, também a TAP Air Portugal voltou a voar entre Lisboa e Bissau, com três voos semanais.

A nível local, as companhias aéreas esperam que o Governo da Guiné-Bissau acelere as obras de modernização do Aeroporto Internacional Osvaldo Vieira, que serve a cidade de Bissau, criando nomeadamente sistemas de segurança e de anti-intrusão na área aeroportuária, além de todo o sistema de controlo de passaportes e alfandegário, de forma a que o estrutura ganhe a sua certificação plena para operações com companhias IATA e para que o negócio da aviação comercial possa ter futuro no País. Um trabalho inadiável para quem governa e quer um país moderno, com estruturas básicas para o seu desenvolvimento e uma mais-valia importante para as companhias que hoje trabalham em Bissau.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica