Primeiros A380 poderão estar a caminho da sucata

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

 

Este é um cenário cada vez mais real se o super jumbo europeu não encontrar mercado de segunda mão nos próximos meses. Tal fim foi admitido na passada semana pelo CEO da Dr Peters, em declarações à Bloomberg,  um fundo alemão que é proprietário de quatro aeronaves que serão devolvidas entre outubro de 2017 e junho de 2018.

Estas aeronaves são as que operam na Singapore Airlines a operadora lançadora do A380, e que cujo contrato de aluguer de dez anos está a expirar.Nas declarações efetuadas, Anselm Gehling, lembrou que partes como motores, asas, e outras super-estruturas depois de desmanteladas poderão render até 100 milhões de euros por aeronave, e que esta é uma opção em cima da mesa.

Ao mesmo tempo Gehling divulgou que as conversações continuam com seis possíveis novos operadores para o A380, incluindo um operador low-cost asiático que pretende voar o A380 reconfigurado para 700 lugares em classe única, algumas companhias americanas, europeias e que o Grupo IAG que continua a avaliar a entrada de A380 usados em empresas do grupo.

“O nosso principal focus é encontrar novos operadores para as aeronaves” disse Gehling “Estamos também disponíveis para vender as aeronaves a companhias que preferirem a compra para peças. Sabemos que existem poucas peças sobresselentes no mundo, no que toca aos motores do A380”

O futuro parece incerto para o super jumbo. A Airbus não teve nenhuma encomenda da aeronave em 2016 e ultrapassado o primeiro semestre de 2017 o cenário manteem-se.

A Boeing já deitou a toalha ao chão no que se refere ao seu Jumbo, aquando na revelação, no Paris Air Show 2017 (ver notícia aqui)  da sua estratégia de vendas para os próximos 20 anos, onde o B747 simplesmente não aparece.

 

Entretanto a Airbus continua firme e acredita que existe um mercado para esta aeronave, e lançou o novo A380 Plus, uma reconfiguração do A380 em termos estruturais, interiores e motores – através de otimização de software- que traz uma operação mais rentável. Este é apenas um estudo de projeto ainda não está em produção. A Airbus espera que o primeiro A380 Plus possa voar de Toulouse em 2020.

Não será certamente um voo tranquilo e de céu limpo, para o gigante dos céus até 2020.

 

 
Faça parte da nossa comunidade - Descarrega já a app NewsAvia

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Ryanair anuncia rota sazonal entre Cracóvia (Polónia) e o Algarve, a partir do dia 1 de abril

A Ryanair anunciou o reforço das suas operações nos...

TAP apresenta novo stand na BTL, reforça rede de longo curso e renova parcerias

 A TAP Air Portugal estreou este ano um novo...

TAP reforça operação para Brasil e América do Norte – Total de 193 voos semanais

A TAP Air Portugal anunciou nesta quinta-feira, dia 29...

Lucro líquido do grupo Air France-KLM atinge 934 milhões de euros em 2023

O grupo Air France-KLM anunciou nesta quinta-feira, dia 29...