Reino Unido prolonga confinamento até 19 de julho

O Reino Unido decidiu adiar por quatro semanas o levantamento de todas as restrições anti-covid-19 em Inglaterra, que estava previsto acontecer no próximo dia 21 de junho, anunciou nesta segunda-feira, dia 14 de junho, o primeiro-ministro Boris Johnson, em Londres.

Esta decisão será votada pela Câmara dos Comuns (câmara baixa do Parlamento britânico) ainda este mês com o objetivo de legalizar o adiamento que agora está prorrogado até ao próximo dia 19 de julho.

O adiamento é apoiado por vários cientistas devido ao rápido contágio da variante Delta da covid-19, detetada pela primeira vez na Índia e que se tornou a variante dominante no Reino Unido.

Boris Johnson disse que a variante Delta do vírus que provoca a covid-19 (inicialmente detetada na Índia) está a “espalhar-se mais rápido do que previsto” e que isso está a refletir-se no número de hospitalizações. “A vacinação reduz muito a transmissão e duas doses fornecem um alto grau de proteção contra doenças graves e morte. Mas ainda existem milhões de adultos jovens que não foram vacinados e, infelizmente, uma parte dos idosos e vulneráveis ainda pode morrer, mesmo que tenham recebido duas doses”, explicou o primeiro-ministro britânico.

Perante a “escolha muito difícil” entre continuar ou não com o plano, Boris Johnson decidiu dar aos serviços de saúde “mais algumas semanas cruciais para colocar as restantes vacinas nos braços de quem precisa delas”.

“Acho que é sensato esperar um pouco mais”, vincou, acrescentando que decidiu antecipar a meta de oferecer uma primeira dose a todos os adultos até 19 de julho e encurtar o intervalo para a segunda toma para os maiores de 40 anos.

Esta mudança nos planos de desconfinamento irá permitir novos progressos no plano de vacinação da população inglesa, uma vez que a maioria das pessoas hospitalizadas com o vírus ainda não foram vacinadas ou têm apenas a primeira das duas doses da vacina administrada.

Boris Johnson tinha estabelecido o objetivo de vacinar, pelo menos com a primeira dose, todos os maiores de 18 anos até ao final do mês de julho.

 

  • Notícia em desenvolvimento – atualizada às 18h10 UTC
  • Imagem de abertura © Sky news

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica