Retomado o movimento no Aeroporto de Londres/Gatwick

O Aeroporto de Londres/Gatwick, na área metropolitana da capital britânica, retomou o movimento pelas 19h10 locais (18h10 UTC), informou o aeroporto através das redes sociais.

Todo o tráfego esteve suspenso durante pouco mais de uma hora, nesta quarta-feira, dia 10 de julho, devido a uma avaria nos sistemas de controlo do tráfego aéreo na torre de controlo de Gatwick, que se verificou pouco antes das 18:00 locais (17h00 UTC).

Numa primeira notícia distribuída pelo Twitter, o aeroporto disse que estava a trabalhar com a ANS, o operador de controlo do tráfego aéreo “para remediar o problema o mais rapidamente possível”, no segundo mais movimentado aeroporto da capital britânica e do Reino Unido. Os aviões que não puderam aterrar em Gatwick estiveram em espera nalguns aeroportos ingleses, nomeadamente Luton, Birmingham, Manchester e East Midlands.

Recorde-se que no passado mês de dezembro, a única pista do Aeroporto de Gatwick foi encerrada durante 36 horas, após ter sido assinalada a atividade de drones nas redondezas. Esta paragem afetou 140.000 passageiros e custou 15 milhões de libras esterlinas ( cerca de 17 milhões de euros) à companhia aérea de baixo custo EasyJet, muito presente neste aeroporto.

O Aeroporto de Gatwick foi comprado pela Vinci Airports, dona da ANA Aeroportos de Portugal, em maio deste ano. Com esta aquisição a Vinci tornou-se a segunda maior operadora mundial de aeroportos com um movimento total de 240 milhões de passageiros em 12 países. O Aeroporto de Londres/Gatwick movimentou em 2018 mais de 46 milhões de passageiros.

Os responsáveis do aeroporto avisaram que se prevêem atrasos e cancelamentos nos voos que não puderem ser operados no intervalo em que se verificou a anomalia, conforme o comunicado divulgado às 21h00 locais (20h00 UTC) que a seguir publicamos (apenas disponível em inglês):

 

  • Notícia atualizada às 20h10 UTC

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica