Ryanair anunciou lucro de 866,7 milhões de euros no último exercício

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img



A companhia de baixo custo irlandesa Ryanair declarou nesta terça-feira, dia 26 de Maio, um lucro de 866,7 milhões de euros no exercício 2014/2015 terminado a 31 de Março, que equivale a cerca de 9,6 euros por cada um dos 90,6 milhões de passageiros transportados, acima do exercício anterior em 49,5%, com aproximadamente +42,8% no lucro operacional por passageiro.

O balanço publicado hoje pela companhia liderada por Michael O’Leary permite calcular que essa subida o lucro operacional resultou do aumento de passageiros e da receita média por cada um deles, quanto de uma redução dos custo operacional por passageiro.

Do lado da receita, os dados permitem calcular que teve uma subida de aproximadamente 1,2% dos proveitos por passageiro, para cerca de 62,4 euros, com +1,4% em receitas de passagens, para cerca de 47 euros, e +0,8% em proveitos complementares (ancillaries), para 15,4 euros.

O que mais influenciou foi, porém, a evolução do número de passageiros transportados, que aumentou aproximadamente 10,9% ou 8,9 milhões, para 90,6 milhões, com a particularidade de a maior parte desse aumento ter sido por redução do número de lugares vazios, o que se reflecte numa subida da taxa de ocupação em número de lugares vendidos em relação a lugares disponíveis em cerca de cinco pontos, para aproximadamente 88%.

Esta evolução da ocupação dos aviões é um dos factores que explica que para um aumento do número de passageiros em cerca de 11% os custos operacionais da companhia tenham subido apenas 5,3% e sem que a redução da factura de combustível tenha tido grande expressão, pois teve uma descida de apenas 1%, para 1.992,1 milhões de euros, para o que também terá contado o aumento da sua operação, um indicador que a Ryanair não publica.

Ainda assim, os dados publicados permitem concluir que a companhia teve uma redução em cerca de 5% do custo operacional por passageiro, com -10,8% em combustíveis e 0,1% nos outros custos.

Esta redução do lado dos custos (em cerca de 2,7 euros por passageiro), associada ao aumento da receita média (em cerca de 0,8 euros) e, sobretudo, ao aumento de cerca de 8,9 milhões de passageiros, resultou em aumentos em cerca de 42,8% do lucro operacional por passageiro, para cerca de 11,5 euros, e em cerca de 49,5% do lucro líquido por passageiro, para cerca de 9,6 euros.

 

  • Matéria publicada pelo portal de notícias ‘PressTUR‘, parceiro editorial do NewsAvia em Portugal

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Mais passageiros transportados interilhas em Cabo Verde em março e abril deste ano

Os dois aviões fretados pela TACV, companhia aérea estatal...

Presidente da TAP defende que o Estado Português não deve privatizar totalmente a empresa

O presidente da TAP, Luís Rodrigues, defendeu que o...

Turbulência severa apanha B777 da Singapore Airlines e provoca um morto e 30 feridos

Um Boeing 777-300ER da Singapore Airlines enfrentou uma situação...