SATA Azores Airlines fez voo charter entre São Miguel e a Ilha Bermuda

A SATA Azores Airlines concluiu mais uma operação charter, que a companhia portuguesa considera, em comunicado, como “muito especial”. Desta vez, tratou-se de um voo que assegurou o transporte de açorianos que vivem e trabalham na ilha Bermuda, um território ultramarino britânico nas Caraíbas, e que contam com dupla residência.

Considerando a ligação afetiva que existe entre os arquipélagos dos Açores e das Bermudas, esta operação aérea assumiu um carácter especial, tendo em conta o entusiasmo com que é sempre acolhida a companhia aérea dos Açores, nas geografias onde residem comunidades açorianas.

Para a transportadora aérea portuguesa, que tem sede na Região Autónoma dos Açores, tratou-se de “mais uma oportunidade de ver cumprida aquela que é a sua principal missão: unir os Açores ao Mundo e unir os Açorianos entre si”, sublinha a nota de imprensa distribuída nesta quinta-feira, dia 23 de julho.

Quer na partida, quer na chegada ao destino, as manifestações de alegria não tardaram a ser publicadas nas redes-sociais. “Partida do Magical com destino à Bermuda para ir buscar a nossa gente” lia-se no texto que acompanha a fotografia da descolagem no Aeroporto João Paulo II, em Ponta Delgada, na ilha de São Miguel. “Já se faz sentir a chegada da Azores Airlines à Bermuda, com um céu destes vão de certeza fazer, como sempre, uma boa aterragem” lê-se a acompanhar um conjunto de fotografias tiradas por quem esperava ansiosamente pela aterragem da aeronave, no Aeroporto L. F. Wade Internacional das Bermudas.

Foi neste ambiente de proximidade e de entusiasmo, e com o sentimento de mais uma missão cumprida, que a companhia aérea deu por concluída mais uma missão especial realizada em contexto de pandemia, numa altura em que, a bordo e em terra, se redobram os cuidados para que os viajantes se sintam protegidos e tranquilos, ao longo dos seus percursos.

A ligação direta Ponta Delgada-Bermuda-Ponta Delgada confiada à companhia aérea SATA Azores Airlines, realizou-se na terça-feira, dia 21 de julho, em equipamento A321neo LR, matrícula CS-TSH (‘Magical’). O voo de regresso ao Aeroporto João Paulo II, descolou do Aeroporto L.F. Wade às 13h40, tendo aterrado no Aeroporto João Paulo II (Ponta Delgada, S. Miguel, Açores) à hora prevista, ou seja, quando eram 21h15 locais. Um voo de cerca de 04h30 em cada direção.

Esta operação aérea humanitária surgiu da cooperação entre o Governo das Bermudas, o Consulado de Portugal no arquipélago das Bermudas e através do agente fretador, ‘Trip Ltd.’.

 

  • Na imagem de abertura vemos o A321neo LR da Azores Airlines ano Aeroporto Internacional L. F. Wade, na ilha Bermuda. Foto © SATA

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica