TAAG encomendou 14 aviões à Boeing, anunciou o presidente executivo

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A privatização da TAAG – Linhas Aéreas de Angola deverá ocorrer antes de 2025, indicou o presidente executivo da empresa, ressalvando que, no momento, apenas existem manifestações de interesse.

Citado pela agência espanhola de notícias ‘EFE’, o presidente executivo da TAAG, Eduardo Fairen Soria, disse que a ideia do Governo angolano é privatizar o setor da aviação, uma vez que, em janeiro de 2025, o país será abrangido pelo “acordo de céu aberto”, o Mercado Único Africano de Transporte Aéreo (SAATM).

Apesar de indicar que a privatização da companhia deverá ocorrer antes dessa data, Fairen Soria ressalvou que, até ao momento, não existe um processo formal, prazo ou conversações, mas apenas manifestações de interesse por parte de grandes empresas.

A TAAG, que “tem que se atualizar e competir como qualquer outra empresa”, está imersa num processo de mudança estratégica, focada na expansão da rede de destinos e maior presença internacional, acrescentou.

Neste sentido, a companhia encomendou à Boeing 14 aviões para renovar a sua frota.

Em fevereiro passado, Fairen Sorria já tinha admitido que a privatização da TAAG não deveria acontecer antes de 2023 ou 2024, face ao impacto da pandemia de covid-19.

 

  • Notícia da agência ‘Lusa’ divulgada pela imprensa generalista portuguesa
  • Foto de abertura © Tony Mangueira Fernandes

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Air Macau transformada em sociedade anónima com maioria da Air China

A Air Macau procedeu à alteração dos seus estatutos...

Nova loja de atendimento corporativo para clientes da TAAG inaugurada no Talatona (Luanda)

No âmbito da sua estratégia de digitalização e no...

 ‘Portugal Stopover’ da TAP distinguido pelos leitores da ‘Global Traveller’ pela sexta vez

O programa Stopover da TAP Air Portugal foi distinguido...