TAAG recebe primeiro avião Dash 8-400 em Luanda

Data:

https://arabaviationsummit.net/spot_img

A TAAG – Linhas Aéreas de Angola recebe, na terça-feira, dia 23 de junho, o primeiro dos seis aviões Dash 8-400, adquiridas à fábrica ‘De Havilland of Canada Limited’. Um negócio fechado pela TAAG com a Bombardier, ao tempo fabricante deste modelo de aeronaves comerciais, pelo valor de 118 milhões de dólares norte-americanos (109 milhões de euros na altura). A companhia contou com o aval do Governo de Angola e a transação foi feita através de um sindicato bancário liderado pelo ABSA Bank Limited, da República da África do Sul.

O novo aparelho, que cobrirá essencialmente as rotas domésticas e regionais, vai aterrar no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro nas primeiras horas da manhã, e chegará pintado com a novas cores e imagem gráfica da companhia aérea de bandeira da República de Angola.

“O reforço da frota e a modernização dos serviços continuam a ser as apostas da TAAG. Este ano começamos a receber gradualmente novos aviões, do tipo Dash 8-400, num total de seis, inicialmente”, revelou recentemente uma fonte da companhia, citada pela agência estatal de notícias ‘Angop’.

Esse processo, sublinhou a mesma fonte, contempla também aviões do tipo Boeing 777 para voos de longo curso. Em 2018, fontes da companhia tinham referido que estaria prevista uma reestruturação da frota com aviões Boeing 787 e 737 MAX, opções que terão sido ultrapassadas pelos problemas criados pelos acidentes com os B737 MAX e completa paragem (até hoje) dessas aeronaves, e com outras opções da companhia, após a chegada à companhia do no presidente executivo, Rui Carreira, que reformulou o plano estratégico e de reestruturação de frota da TAAG.

O Dash 8-400 é um avião bimotor turbo-hélice, com baixos custos de exploração, que pode acolher até cerca de 80 passageiros e que será muito mais eficiente em rotas domésticas no interior do país africano, onde estão a voar os Boeing 737-700, com duas classes de serviço, e capacidade para 120 passageiros.

Em antecipação à recepção das aeronaves, de fabrico canadiano, a companhia angolana capacitou, em novembro passado, 72 técnicos de manutenção, 42 pilotos, 36 comissários de bordo e quatro oficiais de operações de voo, com formadores da Flytah (do Canadá) e da Ethiopian Airlines, com sessões práticas on job.

A TAAG voa atualmente para cerca de uma dúzia de destinos domésticos e vários internacionais, em África, na América do Sul, nas Caraíbas, na Europa e na Ásia, com uma frota de dez aviões, sendo quatro do tipo 737-700 e seis 777-300 e 777-200, atualmente fora dos voos regulares, já que estes estão parados devido pandemia de covid-19. Têm realizado diversos voos de carga e de repatriamento, nomeadamente para Portugal e para a República da China, considerados humanitários ou sanitários, com uma frequência média de três voos semanais para cada país.

 

 

Compartilhar publicação:

REGISTE-SE

spot_img

Popular

spot_img

Mais como isso
Relacionado

Embraer vende seis aviões A-29 Super Tucano à Força Aérea Paraguaia

A Embraer anunciou nesta terça-feira, dia 23 de julho,...

Ryanair contesta “monopólio” da ANA e ameaça abandonar as rotas da Madeira

O Grupo Ryanair apelou à ANA – Aeroportos de...

Qatar Airways eleva ‘Melhor Classe Executiva do Mundo’ a novos patamares

A Qatar Airways apresentou nesta semana no ‘Farnborough International...