Bem-vindo, !|Sair

TAP Portugal assinala 50 anos na rota de Lisboa para Cabo Verde

A TAP Portugal celebra hoje, dia 4 de Novembro, o 50.º aniversário do primeiro voo regular entre Lisboa e a ilha do Sal, no arquipélago de Cabo Verde, então um território colonial integrado no Império Ultramarino de Portugal.

Desde esse tempo que a companhia aérea estatal portuguesa mantém ligações aéreas regulares entre Portugal e Cabo Verde, território que, entretanto, se tornou independente, em 5 de Julho de 1975. Contudo, nunca houve interrupção nos voos regulares assegurados pela TAP, cujo serviço foi também subindo de qualidade com a introdução de novos aviões e de novos equipamentos em escala, além da modernização dos aeroportos, já no período pós-colonização.

A efeméride da primeira ligação aérea comercial feita num avião “Super Constelation’, com quatro motores a hélice, que tinha o registo CS-TLC, será assinalada de forma festiva, na próxima sexta-feira durante uma gala numa unidade hoteleira da capital cabo-verdiana, para o que estão convidadas várias personalidades locais e portuguesas, entre elas o primeiro-ministro de Cabo Verde, José Maria Neves. Durante o evento actuará o Rancho Folclórico do Clube TAP, que se desloca para tal efeito ao arquipélago cabo-verdiano.

Desde o dia do primeiro voo, para Cabo Verde, em 4 de Novembro de 1964, nunca mais a TAP abandonou as ilhas de Cabo Verde. Hoje, há 15 voos semanais na época baixa e 18 na alta”, disse o delegado da TAP-Portugal em Cabo Verde, João Inglês, aludindo às ligações semanais com a Praia (sete), Sal (seis), São Vicente (três) e Boavista (duas).

Ao longo dos 50 anos, acrescentou, o maior desafio da companhia tem sido colocar Cabo Verde como um potencial destino gerador de negócios e turismo, desafio ao qual a TAP tem vindo a adaptar-se com resultados “positivos”.

“Em 2013, a TAP traçou como objetivo transportar de e para Cabo Verde 150.000 passageiros. Atingiu 153.000. Procurámos sempre gerar tráfico para o país e fazer com que tenha, através destas operações, uma evolução no desenvolvimento económico e nos investimentos”, acrescentou João Inglês em declarações à agência Lusa.

“Ao longo dos 50 anos de operações, a TAP procurou sempre fortalecer uma sólida confiança e uma evolução contínua e positiva na cooperação com o próprio mercado. Esta relação tem sido desenvolvida de forma construtiva e eficaz, o que tem vindo a proporcionar uma abertura favorável na aceitação, concretização e satisfação nos vários parceiros de negócios”, sublinhou.

No entanto, e seguindo a cronologia que da história da TAP e da Aviação Comercial em Portugal, o voo inaugural da TAP para Cabo Verde ocorreu três dias antes, a 1 de Novembro de 1964, quando o Sal foi incluído como escala na então Linha de Lourenço Marques (atual Maputo), capital do antigo Estado colonial de Moçambique. O avião saía de Lisboa e fazia escalas nos aeroportos do Sal, Bissau, Luanda, Salisbúria (atual Harare , segunda cidade mais importante do actual Zimbabué) e Lourenço Marques.

O voo foi o primeiro regular a operar diretamente para Cabo Verde mas, segundo os dados fornecidos pela transportadora aérea portuguesa, constituiu o quarto a escalar o Sal.

De 10 a 15 de Janeiro de 1945, o Sal foi alvo de um voo experimental, que ligou Lisboa, Casablanca, Cabo Juby (na costa sudoeste de Marrocos) e Port Étienne (atual Nouakchott,na Mauritânia), antes de aterrar na ilha cabo-verdiana.

Quatro anos depois, em 1949, a TAP realizou uma viagem num avião DC4, pilotado pelo então comandante Enrique Maya, assistido, em parte do voo, por Gago Coutinho, o almirante que fora como convidado especial na deslocação.

Onze anos mais tarde, a 6 de Dezembro de 1960, a ilha do Sal foi escala do chamado “Voo da Amizade TAP/PANAIR”, que ligou Lisboa ao Recife e ao Rio de Janeiro, no Brasil.

A 13 de Setembro de 1967, três anos após o início dos voos regulares, revelam curiosidades da companhia aérea portuguesa, realizou-se o primeiro voo a jato entre os dois destinos, num Boeing 727.

Teria então de se esperar quase 40 anos – a 28 de Outubro de 2007 – para a TAP ligar diretamente Lisboa à capital de Cabo Verde, após obras de expansão do aeroporto local, até então um aeródromo.

Após obras idênticas, a TAP começou, a 1 de Julho de 2011, a operar em voo directo para a ilha de São Vicente e, a 29 de Outubro de 2013, para a ilha da Boavista.

 

 

A TAP Portugal, a propósito desta efeméride, distribuiu uma nota que é, ao fim e ao cabo, uma resenha histórica sobre as ligações aéreas entre Portugal e as ilhas de Cabo Verde, que a seguir publicamos:

 

 

LIGAÇÕES AÉREAS COM CABO VERDE

 

 

10/01-15/01/1945 – Primeira viagem (experimental) à Ilha do Sal – Lisboa / Casablanca / Cabo Juby / Port Étiennne / Sal.

 

1949 – Viagem inaugural do aeroporto da Ilha do Sal, Cabo Verde, efectuada com DC4 dos TAP, no qual viajou, como convidado à cerimónia, o almirante Gago Coutinho. Durante a viagem, o almirante foi, durante algum tempo, no posto de co-piloto, assistindo o Comandante Enrique Maya (“TAP”, Junho 1949, nº15)..

 

06/12/1960 – Lisboa /Sal /Recife / Rio de Janeiro – voo da Amizade TAP/Panair.

 

01/11/1964 – A partir desta data a escala do Sal passa a fazer parte da linha de L.Marques (Lisboa / Sal / Bissau / Luanda / Salisbúria/ Luanda / S. Tomé / Beira / L. Marques).

 

04/11/1964 – Primeiro voo regular Lisboa /Sal / Bissau/ Lisboa (efectuado pelo avião Superconstellation, CS-TLC).

 

13/09/1967 – Primeiro voo a jacto Lisboa / Sal / Bissau / Lisboa (foi efectuado com B727).

 

22/11/1967 – Viagem inaugural Lisboa/Bissau/Lisboa com escala na ilha do Sal (B727-100, CS-TBL, “Madeira”).

 

28/10/2007 – A TAP inaugurou voos regulares directos para a cidade da Praia, capital de Cabo Verde, com quatro frequências semanais, à partida de Lisboa às quintas, sextas, sábados e domingos, às 21h50. O novo destino reforçou as ligações para aquele país de língua portuguesa, pois manter-se-ão os voos diários para o Sal, o que representará uma oferta semanal total de 11 voos entre Portugal e Cabo Verde.

Praia passou, assim, a ser o oitavo destino da rede da TAP em África, juntando-se ao Sal, Bissau, Dakar, Joanesburgo, Luanda, Maputo e S. Tomé. No total, serão 35 frequências que passam a ligar semanalmente Portugal aos vários destinos servidos pela companhia portuguesa no continente africano.

 

Novembro 2009 – A TAP aumentou a sua operação para Cabo Verde, passando a três frequências para Bissau e seis para a cidade da Praia.

Previsto estava ainda estender a operação da TAP em Cabo-Verde até à cidade de S. Vicente, com voos directos à partida de Lisboa, logo que o respectivo aeroporto fosse certificado.

 

01/07/2011 – A ilha de S. Vicente, em Cabo Verde, foi o 13º destino da TAP em África e o terceiro operado pela companhia aérea para aquele país de língua portuguesa, juntando-se às ilhas de Santiago (Praia) e Sal.

São Vicente é a segunda ilha mais populosa de Cabo Verde e a sua capital, Mindelo, o centro cultural do país, é a segunda maior cidade do arquipélago. A nova ligação da TAP serviu também o tráfego de e para a ilha vizinha de Stº Antão, que não dispõe de aeroporto.

A TAP  iniciou a operação entre Lisboa e S. Vicente com dois voos por semana, às terças e sextas. À terça-feira, o voo partia da capital portuguesa às 08h00 e chegava à ilha cabo-verdiana às 10h10, com regresso às 11h00 e chegada a Lisboa às 16h55. À sexta-feira, a partida da Portela era às 15h55 e a chegada a S. Vicente às 18h05. No sentido inverso, o voo da TAP partia às 18h50 e chegava a Lisboa às 00h45.

 

29/10/2013 – Inaugurados voos directos de Lisboa para a Boavista, que passa a ser o 4º destino servido pela TAP em Cabo verde. Os voos são efectuados em equipamento A320, com duas frequências semanais. À terça-feira, o voo parte de Lisboa às 09h30 e chega à Boavista às 12h40, e aos sábados sai pelas 13h35 chegando pelas 15h45. No regresso, os voos partem da Boavista às 13h30, à terça-feira, chegando à capital portuguesa às 18h35, e ao sábado, saem às 17h40 com chegada pelas 22h45. Com o início de operações para a Boavista, a TAP passa a oferecer 15 frequências semanais entre Portugal e Cabo Verde, no conjunto das linhas operadas naquele país, aumentando para as 17 frequências na estação alta.

 

 

  • Na imagem vê-se o avião utilizado pela TAP na primeira viagem para a ilha do Sal, no arquipélago de Cabo Verde

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica