União Europeia fecha o espaço aéreo a todo o movimento relacionado com a Rússia

A União Europeia (UE) decidiu neste domingo, dia 27 de fevereiro, encerrar o espaço aéreo dos 27 estados-membros à circulação de aeronaves de propriedade russa, registadas ou controladas pela Rússia. “Não poderão aterrar, descolar ou sobrevoar o território da UE, incluindo os jatos privados dos oligarcas” escreveu a presidente da Comissão Europeia, na sua conta de Twitter.

Ursula von der Leyen anunciou medidas sem precedentes contra o Kremlin, que devem ser debatidas e aprovadas na noite deste domingo pelos ministros dos Negócios Estrangeiros dos 27 estados-membros, em Bruxelas.

A maioria dos países europeus, incluindo Portugal, já tinham anunciado o encerramento do seu espaço aéreo às aeronaves russas no início do dia (LINK notícia relacionada).

A União Europeia financiará a compra e entrega de armas à Ucrânia, anunciou a Presidente da Comissão Europeia. Esta é a primeira vez que a UE toma uma tal decisão.

Os meios de comunicação estatais russos ‘Sputnik’ e ‘Russia Today’, também designado por ‘RT News’, serão banidos da União Europeia, juntamente com as suas filiais. O objectivo é “proibir a máquina de meios de comunicação do Kremlin”, de acordo com uma mensagem publicada por Ursula von der Leyen no Twitter.

Estes meios de comunicação “deixarão de poder transmitir as suas mentiras para justificar a guerra de Putin”, disse von der Leyen. “Estamos a desenvolver instrumentos para proibir a sua desinformação tóxica e nociva na Europa”.

A UE decidiu ainda impor sanções contra as exportações bielorussas. “Vamos atacar o outro agressor nesta guerra, o regime de Lukashenko, com um novo conjunto de sanções, que afectará os seus sectores mais importantes”, disse Ursula von der Leyen.

As medidas surgem no quarto dia de uma violenta ofensiva russa na Ucrânia.

 

  • LINK notícia relacionada

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica