Vídeo de responsáveis pelos RHs da TAP causa indignação e processo disciplinar

A administração do Grupo TAP decidiu nesta terça-feira, dia 15 de junho, abrir um inquérito seguido dos procedimentos disciplinares aplicáveis aos dois responsáveis do departamento de Recursos Humanos da empresa que aparecem num vídeo publicado nas redes sociais, no qual referem estar em Madrid (Espanha) a recrutar pessoal para a transportadora aérea.

“Tendo tomado conhecimento de uma publicação nas redes sociais na qual intervêm, a título pessoal, dois trabalhadores da companhia, com responsabilidades na área dos recursos humanos e dado o momento que a TAP vive, em que a todos nós são pedidos sacrifícios, decidiu o Conselho de Administração abrir, de imediato, um processo de inquérito seguido dos procedimentos disciplinares aplicáveis a esta situação”, disse uma fonte oficial da TAP em resposta à agência de notícias ‘Lusa’.

“Neste momento delicado da vida da companhia, o Conselho de Administração expressa a sua solidariedade para com todos os trabalhadores da TAP e apela ao bom senso e recato de todos”, acrescentou a mesma fonte.

Em causa está um vídeo publicado na página do Facebook do responsável dos Recursos Humanos da Manutenção & Engenharia da TAP, João Falcato, no qual surge acompanhado pelo diretor de Recursos Humanos da companhia aérea, Pedro Ramos, em que afirmam estar a recrutar pessoas para a TAP Madrid, para a área de carga, além de outras considerações menos apropriadas face aos lugares de responsabilidade que ocupam na empresa.

A TAP está a ser alvo de um processo de reestruturação, devido à situação financeira difícil causada pela pandemia, que implicou a redução do número de trabalhadores. Além do mais continua a ter cerca de 200 trabalhadores a mais, segundo as contas da comissão de reestruturação, que estão à beira de ser incluídos num processo de despedimento colectivo.

Também em resposta à agência ‘Lusa’, uma outra fonte oficial disse que o Ministério das Infraestruturas “está indignado com o vídeo que circula com os dois trabalhadores da TAP com elevadas responsabilidades na companhia, sendo um deles o diretor de Recursos Humanos, e aguarda pelos resultados do processo de inquérito instaurado pela TAP”.

Durante esta terça-feira, dia 15 de junho, estruturas sindicais e partidos políticos portugueses, manifestaram também a sua indignação pela publicação e exibição do vídeo e pela atitude desastrada dos dois responsáveis pela área de Recursos Humanos da empresa.

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, que tutela a TAP, face a esta situação pediu de viva voz “recato e sensibilidade” para a atual situação que se vive na companhia aérea.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica