Bem-vindo, !|Sair

A340-300 da Lufthansa poderá ser abatido da frota devido ao incêndio de Frankfurt


 

Um avião Airbus A340-300 da Lufthansa, pintado com as cores da Star Alliance, sofreu graves avarias na manhã desta segunda-feira, dia 11 de junho, no Aeroporto de Frankfurt, na Alemanha, devido a um incêndio que se declarou num veículo rebocador de aviões, vulgarmente conhecido por ‘trator de pushback’. Ao fim da tarde, em Frankfurt, técnicos da companhia admitiam que o avião deverá ser abatido da frota já que a estrutura frontal da fuselagem e todo o cockpit terão que ser substituídos. Um investimento que não deverá valer a pena, dado o facto do avião estar em phase-out na empresa alemã.

O fogo terá deflagrado devido ao embate do veículo na fuselagem do avião. Contudo há versões contraditórias e é necessário aguardar uma versão oficial da companhia ou da entidade aeroportuária para saber a verdadeira razão do incidente.

O avião tinha chegado pelas 07h10 locais de um voo transatlântico, com origem na cidade de Atlanta, Estado da Geórgia, nos Estados Unidos da América (voo LH445). A aeronave encontrava-se vazia, sem passageiros ou tripulantes. Funcionários dos serviços de manutenção da companhia, com a ajuda do veículo rebocador, estavam a levar o avião para outro sítio do aeroporto, onde seria preparado para nova viagem intercontinental desta vez para Filadélfia, também nos Estados Unidos.

O incêndio, cujas labaredas foram bem visíveis em diversas partes do aeroporto, incluindo nos portões de embarque onde os passageiros aguardavam os seus voos, foi logo atacado por funcionários da placa com extintores portáteis e depois pelos bombeiros aeroportuários. No primeiro ataque ao fogo ficaram feridos cerca de uma dezena de funcionários, a maioria intoxicados pelo fumo. Regressaram a casa após terem sido assistidos numa unidade hospitalar próxima do aeroporto.

Como consequências visíveis está a perda total do veículo rebocador e o avião ficou bastante queimado na zona frontal da fuselagem. O cockpit também se encontra bastante afetado, com vidros quebrados, e a zona dianteira da cabina de passageiros foi atingida pelas labaredas. Ambos os compartimentos tinham portas abertas o que facilitou a propagação do fogo. A avaliação em curso por parte dos serviços de manutenção da Lufthansa e a verificação dos inspetores nomeados para a comissão de inquérito ao incidente, apurarão certamente o nível das avarias que, para já, se apontam como bastante vultuosas.

O avião A340-300 envolvido neste incidente tem a matrícula D-AIFA e está desde o início da sua atividade, em junho de 2000, na frota da Lufthansa. Com 18 anos de serviço faz parte de um lote de aeronaves que a companhia alemã irá dispensar em breve, pois estão a ser substituídas pelos Airbus A350. Essa a opinião de técnicos da empresa veiculada em alguns sites de notícias de aviação e, também, de alguns analistas do setor, nomeadamente nas redes sociais, que colocam a hipótese deste aparelho poder ser já abatido da frota da companhia, pois a sua reparação, dada a extensão dos prejuízos, poderá não ser viável.

 

  • Fotos © TWITTER/Mark Hellemans/@markhellemans
  • Notícia atualizada às 23h45 UTC

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica