Bem-vindo, !|Sair

Aéreas brasileiras têm tudo preparado para o impacto da Copa do Mundo

As companhias aéreas brasileiras estão a estruturar os seus serviços de forma a responderem à época alta da Copa do Mundo, quer através de mais voos, quer com a admissão e treino de mais profissionais habilitados para que nos sectores recuados de cada empresa aérea toda a estrutura de apoio funcione de forma a evitar falhas ou situações desagradáveis.

A TAM anunciou na semana passada que durante os próximos meses de Junho e de Julho estará focada na segurança dos seus voos e na agilidade do atendimento nas suas lojas e nos aeroportos, onde o movimento de passageiros deverá ter um acréscimo considerável. A rede da TAM para esses meses conta com mais 750 voos domésticos e 350 internacionais. No próximo dia 31 de Maio, a companhia começa a voar entre Fortaleza, no Ceará, e Miami, nos Estados Unidos da América.

Fontes da maior companhia aérea brasileira disseram à rede ‘Globo’ que reservaram seis aviões que estarão fora das escalas, apenas reservados para qualquer contingência, nomeadamente eventuais avarias. A TAM promete ainda que os seus serviços de Engenharia e Manutenção, bem como de controlo operacional e de Operações de Voo trabalharão 24 horas nos dois meses. A equipa de atendimento ao cliente passou por novas formações em atendimento e foram abertas 164 vagas adicionais. No fim deste mês, haverá um teste simulado de contingência operacional para remoção de um avião no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

A Azul informou estar preparada para trabalhar off-line em todas as bases que mantém no país em caso de problemas no sistema da companhia. Serão evitadas ao máximo as férias de funcionários que actuam em aeroportos, para reforçar o atendimento ao passageiro. A companhia vai operar com 135 aviões, mantendo outros nove disponíveis em situação de reserva. A área de manutenção também foi reforçada, estando autorizada a efectuar horas extras de trabalho.

A Gol já anunciara que estava a treinar os seus funcionários tendo em vista a maior intensidade de trabalho nestes meses. Segundo refere a rede ‘Globo’ serão transferidos cerca de 1.200 profissionais da empresa aérea para os aeroportos de maior movimento no país durante a Copa.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica