Agentes de Cabo Verde dizem que a TSA “beneficiará” os grandes operadores

A Associação das Agências de Viagens e Turismo de Cabo Verde (AAVTCV) está convicta de que a Taxa de Segurança Aeroportuária (TSA), que entrou em vigor a 1 de Janeiro deste ano, vai beneficiar sobretudo as agências internacionais que operam em Cabo Verde. Para que as congéneres cabo-verdianas venham também a ganhar com a TSA terão de modernizar-se.

A AAVTCV acredita que a TSA é uma medida que “poderá ser boa no quadro de reforço da segurança e controlo das entradas e saídas de turistas e estrangeiros no país” e constituirá “uma oportunidade para as agências de viagens e turismo aumentarem o seu rendimento”.

No entanto, afirma o presidente da AAVTCV, Mário Sanches, em nota de imprensa, “assim como está a maioria das agências de viagens cabo-verdianas não estarão em condições de beneficiar da mesma, pelo menos no imediato, pois que as nossas agências, na sua maioria, não funcionam propriamente como agências de turismo e, quando acontece, o volume de negócios é ainda pouco expressivo”.

Dito de outro modo, “este novo quadro deverá beneficiar essencialmente as grandes agências emissoras de turistas” e, se as agências de viagens e turismo cabo-verdianas querem ter a sua parte nesse “importante bolo”, terão que “desenvolver mais a vertente do turismo e aumentar os seus negócios”, diz Mário Sanches.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica