Angola autoriza um voo comercial por semana para Portugal, Brasil e África do Sul

O Governo de Angola anunciou o levantamento da suspensão de voos comerciais diretos para Portugal, Brasil e África do Sul, que estavam interrompidos desde o passado dia 16 de janeiro, devido às restrições impostas pela pandemia de covid-19.

De acordo com o ministro de Estado e Chefe da Casa Civil do Presidente da República de Angola, Adão de Almeida, que falava nesta quinta-feira, dia 11 de março, em Luanda, durante uma conferência de imprensa sobre o Estado de Calamidade Pública, a medida visa permitir o retorno de passageiros retidos nos três países em causa.

Adão de Almeida frisou que as autoridades aeroportuárias vão criar as condições necessárias para garantir que a entrada e saída de passageiros do país seja feita de acordo com as normas de biossegurança, evitando-se, desta forma, o aumento de casos positivos em Angola.

A propósito, o ministro dos Transportes, Ricardo de Abreu, avançou que as autoridades vão manter e reforçar as medidas de prevenção no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, que serve a cidade de Luanda, entre os quais a apresentação do teste feito no país de origem e o teste pré-desembarque.

Ricardo de Abreu adiantou que, numa primeira fase, as companhias aéreas serão apenas autorizadas a uma frequência semanal, situação que poderá ser alterada em função das necessidades.

Desde março de 2020, data em que foram registados os primeiros casos de covid-19 em Angola, estavam suspensos os voos regulares e diretos para os três países em causa.

O Governo angolano havia apenas autorizado voos humanitários para o repatriamento de cidadãos angolanos e estrangeiros residentes que estavam retidos.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica