Antonov An-72 cai na República Democrática do Congo – Oito mortos

Um avião de transporte de carga Antonov An-72 da companhia arménia South Airlines, registo EK-72903, caiu numa zona de floresta, próximo de Punia, na República Democrática do Congo, na quinta-feira, dia 10 de outubro, tendo morrido as oito pessoas que seguiam a bordo da aeronave.

Os destroços e os corpos dos quatro tripulante e quatro passageiros, foram encontrados na manhã desta sexta-feira, dia 11, confirmou a Força Aérea daquele país africano, para quem o aparelho estava a voar.

As informações conhecidas indicam que o avião voava entre as cidades de Goma e de Kinshasa, fretado pela Força Aérea para um voo de apoio logístico à comitiva do Presidente da República Democrática do Congo, Felix Tshisekedi, que tinha se deslocado em visita oficial de quatro dias ao leste do País.

A Autoridade de Aviação Civil já tinha indicado na quinta-feira que o avião tinha perdido contato com o centro de controlo aéreo 59 minutos após a descolagem de Goma , que se verificou pelas 15h32 locais (13h32 UTC). Desde então iniciaram-se os trabalhos de busca e resgate, interrompidos durante a noite e retomados logo ao alvorecer desta sexta-feira.

O avião sinistrado foi construído em 1987, tendo cerca de 32 anos de serviço. Embora estivesse a voar na República Democrática do Congo com registo de uma companhia da Arménia, república ex-soviética do Cáucaso, o avião já não consta nos registos nacionais, assim como a companhia South Airlines já não possui Certificado de Operador Aéreo (COA), confirmaram as autoridades aeronáuticas arménias.

São muito frequentes os acidentes aéreos envolvendo aviões Antonov e outros construídos no tempo da ex-União Soviética, com um número muito grande de vítimas.

Em setembro de 2017, um acidente com um Antonov do exército congolês matou 12 pessoas depois de descolar do aeroporto de Kinshasa.

O acidente mais mortal com um Antonov na República Democrática do Congo ocorreu em janeiro de 1996, quando uma aeronave colidiu, durante a descolagem, com edifícios do mercado em Kinshasa devido a sobrecarga do aparelho, matando cerca de 350 pessoas.

 

  • A imagem de abertura mostra o avião sinistrado. Foto ©Howard Grant/Jetphotos.net

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica