Bem-vindo, !|Sair

B777-200ER da British que sofreu incêndio em Las Vegas volta a voar


 


 

O Boeing 777-200ER da British Airways, matrícula G-VIIO, que há cerca de cinco meses sofreu um incêndio no Aeroporto de Las Vegas, Estado do Nevada (EUA), quando se preparava para levantar voo com destino a Londres/Gatwick, foi reparado e chegou na noite desta sexta-feira, dia 26 de fevereiro, ao Aeroporto de Victorville, na Carolina do Sul, onde será pintado.

Após a repintura, a aeronave será sujeita a diversos voos de teste por parte de pilotos e técnicos da Boeing, para verificar a sua completa operacionalidade. A imprensa especializada norte-americana refere que o avião voltará a voar nas linhas da British Airways. Foi substituído todo o equipamento e partes da fuselagem afetadas pelo incêndio que se declarou no motor esquerdo (GE90-85B).

Recorde-se que na altura do incidente, (LINK notícia relacionada), chegou a admitir-se a hipótese de que o avião não seria recuperável. Nas redes sociais, alguns técnicos de manutenção, nomeadamente ligados à Boeing, têm postado tweets que asseguram que o trabalho de recuperação foi muito bem conseguido e toda a recuperação foi feita com supervisão da fábrica norte-americana.

Após os voos de teste as autoridades aeronáuticas (FAA e CAA) ainda terão uma palavra a dizer quanto à recertificação da aeronave.

 

  • Esta imagem, que foi publicada na conta de Twitter do britânico Peter Hemsley (@Geordie_aviator), engenheiro aeronáutico e fotógrafo free-lancer, é uma montagem de duas fotografias: a de baixo obtida poucas horas depois do incidente e a de cima já com a fuselagem e a asa do avião reconstruídas.

1 Comments

  1. Pelos vistos deve ter sido problema no motor 1, PW2000,tem muita potência. Lembra-me que o PW equipava o B747-200,de 40000 libras, era um motor muito complicado. O motor do A310 equipava o B747-400 foi o melhor motor da GE.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica