Bem-vindo, !|Sair

Companhia aérea de Chipre mandada encerrar pelo Governo

A Cyprus Airways, companhia aérea nacional de Chipre, cujo capital social é detido em cerca de 94% pelo Estado Cipriota, deixou de voar neste sábado, dia 10 de Janeiro, segundo anunciado pelo Governo, depois de conhecer a decisão da União Europeia que obriga a transportadora aérea a devolver 65 milhões de euros que recebeu do Governo, quantia que foi considerada uma “ajuda de Estado” e que permitiu, nos últimos tempos a sobrevivência da companhia.

“A companhia deixou de ser uma entidade viável e não pode continuar a operar”, declarou o ministro das Finanças cipriota, Harris Georgiades, que admitiu que as autoridades estudam a criação de uma nova companhia, mantendo o nome e a imagem da que agora foi obrigada a fechar.

A Cyprus Airways, que tem seis aviões Airbus A320 ao seu serviço e emprega 550 pessoas, foi alvo de um processo de privatização, em que a Ryanair foi uma das entidades “interessadas”, mas que não teve êxito e a companhia viu-se confrontada com a decisão da União Europeia, anunciada pela Comissária da Concorrência, Margrethe Vestager, de que tinha que devolver os subsídios que recebeu em 2012 e 2013.

A investigação da Comissão Europeia, segundo indicou, concluiu que esses subsídios foram atribuídos com base em “pressupostos irrealistas” e os planos não respondiam às dificuldades que a companhia enfrentava.

“A Cyprus Airways recebeu grandes somas de dinheiro público desde 2007, mas foi incapaz de se reestruturar e torna-se uma companhia viável sem o continuado apoio do Estado”, disse Margrethe Vestager, que também afirmou que a investigação concluiu que a injecção de mais capital público apenas prolongaria a situação.

As notícias das agências internacionais salientam que as dificuldades da Cyprus Airways agravaram-se com o progressivo aumento da concorrência por parte das denominadas companhias low cost, como a Ryanair, referindo que em dois anos viu a sua quota de mercados em voos de e para a ilha mediterrânica baixar de 30% para 10%.

O website da companhia cipriota tem agora a abrir uma mensagem aos passageiros em que anuncia que a sua administração decidiu iniciar o processo de “liquidação voluntária”.

A mensagem, que termina com agradecimentos aos passageiros que voaram nos seus aviões e ao pessoal, pelo seu “profissionalismo e dedicação”, lembra que a Cyprus Airways teve “uma contribuição valiosa” para o País, especialmente para o turismo, durante os 67 anos em que esteve a voar.

O último voo da Cyprus Airways foi realizado entre a cidade de Atenas, capital da Grécia, e Larnaca, em Chipre. O avião aterrou cerca da meia-noite de sexta-feira, dia 9 de Janeiro.

 

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica