Bem-vindo, !|Sair

Copa do Mundo agilizou despacho nos aeroportos brasileiros

A implantação de um projeto de eficiência que reduziu em 35% o tempo de espera em filas nos 12 principais aeroportos do Brasil é uma das principais conquistas da Comissão Nacional de Autoridades Aeroportuárias (CONAERO), criada em 2011. Uma oficina de balanço das atividades da comissão reuniu 15 órgãos públicos e privados em Brasília nesta terça e quarta-feira (dias 18 e 19 de Novembro), com a participação do ministro da Aviação Civil, Moreira Franco.

A comissão também comemorou o sucesso do planeamento para a Copa do Mundo e a Copa das Confederações, que ajudou a derrubar o índice médio de atrasos nos principais aeroportos brasileiros de 20,74% em dezembro de 2010 para 6,8% durante a Copa.

O Projeto Eficiência Operacional nos Aeroportos começou em Guarulhos, Confins, Galeão e Congonhas, em 2012. Seu objetivo era implementar medidas simples e de custo baixo ou nulo que aumentassem a velocidade e a eficácia de várias atividades nos aeroportos.

No caso dos check-ins, por exemplo, foram avaliados o tempo de espera em fila e os procedimentos de movimentação do passageiro para o balcão ou os totens de autoatendimento. Já na restituição de bagagens analisou-se o descarregamento das aeronaves; a separação, o armazenamento e o transporte das malas; e o lançamento das bagagens na esteira. Na restituição, o período de medição considerou o tempo desde o calço da aeronave no pátio até a chegada da última bagagem na esteira de restituição. Desde o projeto piloto em Guarulhos, identificou-se como uma das mais importantes melhorias o aumento na integração e cooperação nas ações dos entes que atuam no aeroporto.

“Não tenho dúvida que avançamos muito. Temos uma outra face, com a melhoria do ambiente e a boa prestação de serviços dos agentes públicos e privados que dão vida a esse esforço. A pesquisa que a Secretaria de Aviação Civil patrocina percebe isso, a partir da opinião dos passageiros em 41 itens”, afirmou o ministro Moreira Franco.

Segundo o governante brasieliro, hoje há um cuidado cada vez maior com os passageiros. “Nisso a Conaero é importante. Precisamos começar a enfrentar a questão regulatória. O objetivo é facilitar a vida das pessoas que querem voar. A concorrência e a competição ajudam a manter bons preços e bons serviços”, definiu o ministro.

“A palavra-chave da Conaero é integração. Com o Comité de Integração de Sistemas começamos a ter avanços importantes como a integração de dados dos órgãos públicos. A tecnologia é a chave do negócio, voltada para a melhoria dos processos e para o bom atendimento ao cidadão”, afirmou o secretário-executivo da Secretaria de Aviação Civil (SAC), Guilherme Ramalho.

Segundo Ramalho, todas as pesquisas feitas com brasileiros e turistas estrangeiros mostram que o aeroporto foi o item melhor avaliado e possivelmente o grande vencedor da Copa do Mundo. “Essa foi uma tarefa do Comité de Operações Especiais, o que mostrou que temos condição de operar aeroportos com alta qualidade. Houve uma mudança de paradigma na operação de aeroportos”, definiu o secretário-executivo.

Leave A Comment

Download de Notícias

Destaques

Temas

Área Geográfica